A morte de Adolf Hitler é um dos temas mais abordados pelas teorias conspiratórias, no entanto, o FBI revelou recentemente que uma delas pode ser real, o ditador pode não ter morrido no dia 30/04/1945 em Berlim, na Alemanha. Segundo os relatórios, o ex-líder nazista teria orquestrado a farsa da sua morte e depois teria fugido para Ilhas Canárias, território espanhol. Eva Braun, mulher com quem Hitler tinha um relacionamento, também teria fugido com o ditador.

O corpo de Hitler nunca foi achado

Para respaldar a versão do relatório do FBI, havia uma prova que faziam com que a morte de Hitler fosse realmente uma farsa, o corpo do ex-líder nazista nunca foi achado, nenhum registro viável do óbito de Hitler foi encontrado na Alemanha, inclusive o suposto corpo achado e tachado como sendo de Adolf Hitler tinha uma incoerência grave, o cadáver era 12 centímetro menor que o ex-ditador, fato que foi catalogado na época, e que só veio a tona recentemente.

Hitler escolhe Ilhas Canárias, Espanha

O ex-líder nazista queria encontrar um novo caminho para se refugiar, ele então teria optado pelas Ilhas Canárias, era um lugar distante que ninguém iria suspeitar.

Publicidade
Publicidade

Segundo o FBI, Hitler e Braun teriam vivido lá, mas não se sabe onde eles morrerem, ainda foi revelado que os dois tinha dublês, e que planejaram uma perfeita cena do crime para que ninguém nunca soubessem que eles fugiram.

Um veterano agente da CIA que não quis se identificar comentou: “A narrativa do governo (dos Estados Unidos) nos dá uma mentira se prestamos atenção nos arquivos”.

A versão mais conhecida da morte do ex-ditador foi que ele teria se suicidado após perceber que não havia mais saída para ele, porém, muito tempo, o FBI manteve a verdade ocultada. Agora resolveram revelar que, segundo os arquivos da agência, a morte de Adolf Hitler foi uma farsa, e que foi o próprio ex-líder nazista que orquestrou sua “morte”, fazendo com que por vários anos a maioria das pessoas acreditassem que ela havia se matado, fato que acabou sendo supostamente desmentido décadas depois.

Publicidade

#História #Curiosidades