O atual Presidente Francês, François Hollande, já reagiu esta segunda-feira, dia 25, ao mais recente vídeo divulgado e produzido pelo #Estado Islâmico. Nele se vê pela primeira vez os vários responsáveis pelos atentados terroristas de Paris do ano passado em decapitações e vários treinos na Síria. Hollande já referiu que não se deixou intimidar com estas ameaças.

François Hollande, reagindo ao vídeo prometeu que irá continuar a bombardear cada vez mais todos os jihadistas, tanto na Síria como também no Iraque. No vídeo divulgado no passado domingo, dia 24, pelo Estado Islâmico, aparecem vários jihadistas a garantirem que o Reino Unido será o próximo alvo de atentados terroristas como os que aconteceram em novembro do ano passado na capital francesa, Paris.

Publicidade
Publicidade

Para concluir, o presidente francês referiu que o Estado Islâmico está constantemente a fazer provocações ao país europeu das piores maneiras possíveis e que, depois de um encontro em Nova Deli, com o primeiro-ministro Narendra Modi, nada nem ninguém será capaz de assustar um país como a França, de tal maneira que nenhuma ameaça feita a este país europeu irá fazer duvidar sobre todas as responsabilidades da França na luta contra o #Terrorismo.

No vídeo publicado pelo Estado Islâmico, cheio de ameaças, aparecem nove dos dez suspeitos dos atentados terroristas de Paris, em várias cenas de decapitações e também de muito treino militar supostamente na capital do grupo na Síria (Raqqa). Estes dados foram recolhidos por um dos grupos de monitorização de atividades terroristas SITE. Desta forma, tudo indica que todos os responsáveis pelos atentados terroristas de 13 de novembro na capital francesa e que mataram no total 130 pessoas inocentes que se encontravam nos locais onde ocorreram os ataques estão relacionados com as fileiras do grupo.

Publicidade

No vídeo, os vários jihadistas que aparecem fazem várias citações do Corão, ameaçam vários países da coligação a nível internacional e ainda conseguem anunciar vários atos de terror "nos Campos Elísios". #Ataque