No fim do ano passado, um vídeo causou muita repercussão e polêmica nas redes sociais brasileiras. Ele mostrava a bancária Fabíola entrando com o melhor amigo do marido em um motel de Minas Gerais. O episódio ficou conhecido conho "Fabíola da Unha", pois o suposto esposo traído perguntava o tempo todo se sua mulher estava indo na manicure no motel. Essa teria sido a desculpa dela para sair com o possível amante. Depois do caso, o 'Ricardão' se reconciliou com sua esposa e Fabíola ficou deprimida em casa. O banco em que ela trabalha ofereceu tratamento psicológico para ela.

Se você acha que o caso de Fabíola mostra o machismo e o preconceito da sociedade brasileira, veja o que aconteceu em uma das maiores cidades do planete, Nova York, nos Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade

Nesta quarta-feira, 20, um vídeo foi parar no Youtube e causou verdadeira indignação em toda a internet. Nele, uma mulher aparece andando nua pelas. A jovem ainda tenta se tapar e parece desesperada, mas ao mesmo tempo perdida. De acordo com o jornal britânico 'The Mirror', o que motivou sua saída sem roupa no frio em que fazia no dia em que o registro foi gravado foram nudes enviadas para outros homens na internet.

O tabloide da Inglaterra diz que o companheiro da mulher que não teve o nome identificado teria recebido de outros rapazes fotos de sua esposa nua. Irritado e se sentido traído, ele decidiu dar uma lição de moral nela bem controversa, tirando suas roupas e a expulsando de casa. O começo do vídeo começa com a mulher que foi flagrada pelo marido caminhando pelas ruas usando apenas uma espécie de toalha. 

O marido dela, que fala em espanhol, persegue a vítima obrigando-la a realizar o ato.

Publicidade

Ele grita pedindo para que ela largue a toalha, pois o mundo merece ver sua vergonha. "Agora todo mundo pode ver, agora todo mundo pode ver", grita ele. 

Como ela não tira a toalha, o tal marido revoltado arranca ele mesmo o acessório de tomar banha. Neste momento, com uma mão a vítima tapa os seios e com a outra o órgão genital.  #Justiça #Crime