O narcotraficante Joaquín Guzmán Loera, conhecido com 'El Chapo' e líder do Cartel de Sinaloa foi recapturado na última sexta-feira, dia 8, após aproximadamente seis meses foragido. Ele era o homem mais procurado do México e dos Estados Unidos. 'El Chapo' foi capturado em um motel nos arredores da cidade de Los Moches, no México, após um denúcia.

Agora o governo mexicano está analisando se o narcotraficante será extraditado para os Estados Unidos ou se cumprirá sua pena em uma prisão mexicana. Enquanto isso, a defesa de 'El Chapo' está preparando uma estratégia para que ele não seja extraditado e cumpra sua prisão em solo mexicano.

Publicidade
Publicidade

Sua advogada, que não pode vê-lo na prisão está preparando a estratégia para que o traficante não seja extraditado, baseada em alguns amparos jurídicos. A defesa também quer chegar à Suprema Corte, para que ela intervenha no caso de 'El Chapo'.

Entenda o caso

Joaquín Guzmán Loera nasceu na cidade de Culiacán, Sinaloa, México. Ele é o líder de um cartel mexicano, possui uma fortuna de aproximadamente 1 bilhão de dólares. Passou a ser o homem mais procurado do mundo após a morte de Osama Bin Laden em 2011. 'El Chapo' possuía (ou ainda possui) um enorme império criminoso. Negociante de armas e drogas, seu cartel era acusado de possuir inúmeros sequestros, extorsões, mortes e outros crimes.

Em 2013 chegou a ser dado como morto, mas descobriu-se posteriormente que ele estava vivo. Em 22 de fevereiro de 2014 foi capturado em um hotel da cidade de Mazatlán no México, depois de ficar foragido desde 2001.

Publicidade

Em julho de 2015 fugiu da prisão através de um túnel de aproximadamente 1,5km de extensão, há suspeitas de que agentes penitenciários tenham facilitado sua fuga. Após meses de procura, o "maior senhor da droga do mundo" foi recapturado e enviado à prisão. É considerado pela mídia internacional um dos maiores narcotraficantes da história, sendo comparado muitas vezes ao também narcotraficante Pablo Emilio Escobar Gaviria, ou simplesmente Pablo Escobar. #Crime #Casos de polícia