Segundo uma reportagem da AL Jazeera, veiculada neste domingo (31), um ataque realizado pelo grupo terrorista #Boko Haram na cidade de Maiduguri, nordeste da Nigéria, deixou ao menos 70 pessoas mortas.

Segundo um correspondente da rede, nas últimas semanas o grupo terrorista tem reduzido os ataques do lado nigeriano e aumentado o uso de homens-bomba em Camarões.

Um dos porta-vozes militares nigerianos, Colonel Mustapha Ankas, disse que combatentes do Boko Haram atacaram a comunidade de Dalori, cerca de 5 km ao leste de Maiduguri, no sábado à noite. O grupo terrorista também realizou ataques mortais perto das fronteiras de Chade, Camarões e Níger.

Publicidade
Publicidade

Em seis anos o Boko Haram matou cerca de 20.000 pessoas e aproximadamente 2,3 milhões tiveram que deixar suas casas. Um milhão de crianças foram forçadas a sair da escola, segundo a UNICEF. Devido as ações terroristas do grupo que é um dos mais atuantes no continente africano.

O Boko Haram

O grupo terrorista surgiu no ano de 2002 na Nigéria, inicialmente como uma espécie de seita religiosa, o seu fundador se chamava Mohammed Yusuf, em Maiduguri, capital de Borno.

É um grupo terrorista de inspiração islâmica, eles combatem todo tipo de influência ocidental. O seu nome significa “a educação não islâmica é pecado”, no idioma haussa. Eles também se autodenominam como “Grupo pela Pregação e Jihad”.

O líder do grupo chama-se Abubakar Shekau, responsável pelo sequestro de 300 adolescentes no norte da Nigéria, meados de abril de 2014.

Publicidade

Ligações com outros terroristas

Acreditava-se que desde 2011 o grupo estaria ligado à al Qaeda. Washintong e especialistas no assunto afirmaram que o grupo foi treinado pela AQMI (Al-Qaeda no Magrebe Islâmico), entre 2012 e 2013.

Porém, no início do mês de março de 2015, através de um vídeo oficial o líder da organização terrorista Boko Haram, Abubakar Shekau, jurou lealdade aos terroristas do ISIS. No dia 12, do mesmo mês, o porta-voz do ISIS fez um pronunciamento em que aceitava a lealdade dos terroristas da Nigéria. #Terrorismo #Ataque Terrorista