Seis escolas de nível secundário da capital francesa de Paris, receberam na manhã desta terça-feira (26) telefonemas anônimos, relatando a existência de explosivos nos edifícios das entidades de ensino.

Os telefonemas foram recebidos pouco antes das 11h00 da manhã (horário da França) e denunciavam a existência de potencias ameaças de bomba, todos os alunos tiveram que evacuar as dependências das entidades para sua segurança e para a entrada de agentes de segurança, especializados em localização e desarme de explosivos, contando ainda com a ajuda de cães farejadores. Segundo últimas informações do jornal francês "L'Express", nada ainda teria sido encontrado, que pudesse ser considerado uma ameaça a vida dos estudantes franceses.

Publicidade
Publicidade

Depois dos atentados de 13 de novembro, de reivindicação dos jihadistas do #Estado Islâmico (EI-Isis), que mataram 130 pessoas e feriram mais de 350, qualquer ameaça em potencial, tem sido considerada pela polícia francesa como grave, acionando todos os esquemas de segurança, para evitar potenciais vítimas.

O país está em estado de emergência, decretado na França desde o dia 13 de novembro, dia dos atentados, e que segundo informações do governo francês à imprensa, deverá ser mantido até o final de fevereiro.

A grande preocupação das autoridades da França, em relação a falsas comunicações de #Ataque, é de que o El esteja "testando" os sistemas de segurança do país, e até mesmo usando deste artificio para deslocar a polícia e afastá-la de focos de reais atentados, sendo este inclusive, tema de vários comentários por parte de usuários de redes sociais.

Publicidade

Várias fotos feitas por estudantes foram postadas no Twitter, mostrando grupos de estudantes do lado de fora dos edifícios. Entre as escolas evacuadas, a maioria é de nível secundário e gozam de prestígio no país, a exemplo da "Lycée Henri IV", localizada bem no coração de Paris, no Quartier Latin.

As outras instituições atingidas pela ameaça, também são de renome, consideradas pela mídia, como as melhores no ranking de ensino secundário na capital francesa.

Até o fechamento desta matéria, jornais franceses atualizando informações, não confirmaram a localização de nenhum tipo de artefato explosivo que pudesse levar risco aos estudantes, não sendo confirmada, nenhuma das ameaças.

 

  #Terrorismo