Em muitas línguas da #Europa, do Oriente Médio e também da Ásia, a palavra “avaaz”, assume o significado ou tradução de “voz”. No ano de 2007 foi criado um site de petições de uma nova comunidade virtual chamada justamente de Avaaz pela abrangência e significado da palavra que confere nome ao grupo. Os seus membros mobilizam a sociedade com campanhas de cunho democrático, atraindo pessoas de todos os cantos do globo para formar um canal de comunicação entre o mundo contemporâneo e o mundo “ideal”, em que a que a maior parte delas deseja estar. 

Alguns podem estar se perguntando, mas o que têm a ver campanhas que se utilizam das estratégias de petições online com o fenômeno da migração humana em escala global e mais especificamente com as ilhas e o povo da Grécia? Na realidade a Avaaz, facilita que cidadãos em escala global comecem movimentos sociais e tenham resultados dentro do objetivo inicial do pleito da campanha.

Publicidade
Publicidade

Neste exato momento, enquanto você está lendo esta matéria, é veiculada na internet e redes sociais, uma campanha que pede pelo voto para que as paradisíacas ilhas gregas recebam o Prêmio Nobel da Paz por suas contribuições que auxiliam de modo singular a crise dos #Refugiados, principalmente, sírios que aportam em suas praias. A petição em si, aguarda por hora, a homologação da Comunidade Avaaz e  os interessados podem acessá-la no site.  

Os gregos insulares do mar Egeu e sem esquecer os muitos outros cidadãos gregos de todo o mundo, através de suas organizações sem objetivo de lucro ou dos gregos filhos da diáspora, só têm praticado diversas ações concretas de socorro aos refugiados e suas famílias, que possuem entre os seus membros, anciãos, bebês, crianças de colo e mulheres grávidas. 

O povo grego na 2.ª Guerra Mundial já fez algo semelhante, pois quando os alemães nazistas foram finalmente derrotados na Grécia, ele poderia ter se vingado das atrocidades cometidas por esses, mas ao contrário disso, deram pão para os soldados germânicos não perecerem de fome e frio, mesmo com motivos de sobra para fazer o contrário. 

Hoje a Grécia tem muito pouco a oferecer no sentido econômico e material as outras pessoas, como que por uma ironia do destino, devido à crise grega de anos, crise essa que vale dizer, conta com a participação ativa dos atuais governantes alemães.

Publicidade

Entretanto, em muitas circunstâncias, é justamente quem tem pouco que mais faz e assim tem sido com a Grécia e seu heroico povo. 

Os gregos demonstraram o seu amor fraternal através de uma palavra que só existe no idioma grego, que é filótimos, que pode ser entendida como amor e respeito pelo seu semelhante e também filoxenia, que é o apreço para com aqueles que são totalmente desconhecidos. Seus atos de sacrifícios não deveriam passar em branco ou desapercebidos pelo mundo, uma vez que, os mesmos gregos contribuem significativamente para a paz mundial e estabilidade entre as nações com exemplos e práticas claras de amor aos imigrantes refugiados menos afortunados, assim como um dia fizeram com os soldados alemães prisioneiros de guerra. #Crise migratória