De acordo com a Polícia da Malásia, foram presas sete pessoas que possivelmente são membros do grupo terrorista #Estado Islâmico, também conhecido como EI, ainda de acordo com a equipe de inteligência da Polícia da Malásia esses sete indivíduos estavam articulando diversos atentados em locais de acesso público e grande circulação pelo país.

As prisões foram se tornaram possíveis pois aconteceram em uma operação em conjunta e simultâneas em diversas localidades do país. Os agentes de justiça da Malásia apreenderam junto com os terroristas grande quantidade de munição, alguns livros sobre a Jihad, Jihad é como se autodenomina a ‘guerra santa’, além de diversas propagandas do Estado Islâmico.

Publicidade
Publicidade

Essas informações foram repassadas por Khalid Abu Bakar, ele é chefe da Polícia da Malásia, e deu entrevista ainda na noite de ontem, domingo 24 de janeiro.

Em entrevista ao jornal ‘The Star’, Khalid Abu Bakar deu algumas informações, “Os terroristas foram capturados durante uma operação especial que teve início ainda na sexta-feira, e nossa equipe de inteligência viu que eles estavam planejando alguns ataques em diversos locais públicos e estratégicos em nosso país”.

Khalid Abu Bakar ainda afirmou que um dos terroristas que agora se encontra encarcerado, teria recebido instruções e ordens diretamente de Bahrun Naeem, Bahrum é um terrorista de origem da Indonésia e a equipe de inteligência do país o considera como o principal mentor de um ataque terrorista que aconteceu no início desse mês em Jacarta, capital do país.

Publicidade

No atentado ao qual Bahrun Naeem é suspeito de ser o mentor, ficaram mortas um total de oito pessoas, e segundo informações quatro delas foram os executores do atentado.

 O grupo terrorista através de sua célula batizada como Katibah Nusantara que é formada por terroristas indonésios e malaios, após descobrirem a prisão de seus membros publicou um vídeo onde prometeram vingança com grande rigor, de acordo com o jornal ‘The Star’.

Nos últimos tempos a Polícia da Malásia vem fazendo um grande trabalho em busca de conter o #Terrorismo no país, no total já foram presas mais de cem pessoas com suspeitas de integrar ou colaborar como Estado Islâmico, entre eles mais de 50 pessoas de origem malais.

A Malásia é um país com uma população de aproximadamente 30 milhões de habitantes, entre eles mais de 60% são mulçumanos.