O primeiro-ministro britânico, David Cameron, divulgou este domingo, dia 10 de janeiro, a sua posição sobre a permanência ou saída do Reino Unido da #União Europeia (UE). Cameron referiu que apoiará sempre a permanência do Reino Unido na União Europeia, porque explica que a saída não será a maior solução para o país.

David Cameron referiu ainda, na sua divulgação deste domingo, que não irá abandonar o seu cargo, a chefia do Governo, caso todos os eleitores decidam que o Reino Unido deva abandonar a União Europeia durante o referendo que se pensa organizar durante o verão deste mesmo ano. O primeiro-ministro britânico tinha também dito, durante a semana passada, que irá dar toda a liberdade necessária para que os seus ministros façam também a campanha pelo "não".

Publicidade
Publicidade

Foi divulgada esta quinta-feira, dia 7 de janeiro, uma sondagem em que o tema principal era se a população britânica queria ou não que o Reino Unido abandonasse a União Europeia. De acordo com os dados recolhidos através desta sondagem, a maior parte da população britânica defende que o Reino Unido deve imediatamente abandonar a União Europeia. 

Apoio à permanência na UE condicional

O primeiro ministro britânico (apesar de ser contra a saída do Reino Unido da União Europeia, porque refere que esta escolha não será de todas a melhor solução) anunciou que se todos os parceiros europeus não aceitarem todas as suas propostas que tentou fazer, com o principal objetivo de tentar reformar a relação que existe neste momento entre Londres e a União Europeia, ele também poderá vir apoiando a saída do Reino Unido da União Europeia.

Publicidade

As palavras de David Cameron, quando foi questionado sobre a eventual saída da União Europeia foram que, mais uma vez, ele pensa que esta escolha não seria de todas a melhor solução para o país. Porém, se por qualquer motivo vier sendo a melhor solução, o primeiro-ministro irá apoiar e tentar que realmente se realize.

David Cameron visitou a Alemanha e a Hungria com o principal objetivo de tentar reunir o máximo de apoios para todas as suas iniciativas.