Os indicados ao Oscar estavam mais calmos a respeito da 'campanha contra a falta de diversidade', que vinha fazendo tudo parecer muito bem. Essa tumultuada discussão que ganhou as redes sociais começou quando celebridades negras de Hollywood, como Spike Lee e Will Smith, sentindo-se desprezados no processo de indicação ao Oscar, reclamaram e logo foram apoiados por atores brancos como George ClooneyReese Witherspoon, que se uniram a eles em protesto.

A presidente da Academia, Cheryl Boone Isaacs, que é negra, mostrou-se preocupada com toda essa repercussão e prometeu tentar outras alternativas para que o prêmio mais aguardado do ano seja mais inclusivo.

Publicidade
Publicidade

Na manhã desta sexta-feira (22), a atriz Charlotte Rampling conseguiu romper o que aparentava ser unânime, ao conceder entrevista à rádio francesa 'Europe 1'. Perguntada a respeito do que achava sobre a indicação dos vinte finalistas ao Oscar serem todos brancos, incluindo ela que foi indicada por sua atuação no #Filme '45 anos'), a atriz disse "que não é possível saber, mas pode ter sido por não haver atores negros merecendo a indicação".

Sobre o provável boicote liderado por Spike Lee (que desmentiu tudo, mas informou que não vai à cerimônia do Oscar), Charlotte disse que pode se chamar de "racismo anti-branco".

Essa declaração acabou de vez com qualquer chance que ela pudesse ter de ganhar a estatueta, além de provocar a fúria dos internautas.

Se procurasse mais informações a respeito da industria do cinema, onde ela trabalha, não teria cometido um erro tão grosseiro e saberia que seus colegas Idris Elba (Beats of No Nation) e Michael B. Jordan (Creed: Nascido para Lutar), sofreram uma injustiça ao serem deixados de lado.

Publicidade

A atriz se diz contra as cotas e dessa vez acertou, porque um ator, seja ele branco, preto, pardo ou índio não pode ser indicado ao Oscar baseado em sua cor. E parece que esse ano foi o que aconteceu, uns não foram indicados e outros perderam a indicação por causa da sua cor.

Que a estrela se expressou mal é um fato notório, e talvez se sinta atingida por isso, sendo essa sua primeira e talvez única indicação ao Oscar. Charlotte completa 70 anos no próximo dia 4 de fevereiro e é minoria entre os indicados, já que a Academia dedica pouca atenção a atrizes acima dos 50, à exceção de Meryl Streep.

A entrega do Oscar vai acontecer no dia 28 de fevereiro, mas os debates e as piadas estão bem acirradas. Preparem-se, a noite vai ferver! #Entretenimento #Televisão