Mais um #Ataque de #Terrorismo deixou várias dezenas de pessoas mortas e feridas no Paquistão. Este ataque aconteceu numa universidade do Paquistão, perto da cidade de Peshawar. De acordo com os dados recolhidos pelas autoridades locais, a maioria das vítimas foi atingida com tiros, tanto no peito como também na cabeça.

Segundo o jornal Público, este ataque provocou ferimentos a várias dezenas de pessoas e acabou matando pelo menos outras 30 pessoas. A maioria destas 30 pessoas que morreram no ataque eram jovens e estudantes que se encontravam na universidade, no momento do atentado.

Há mais ou menos um ano, em dezembro de 2014, tinha-se verificado outro atentado, mas desta vez na própria cidade de Peshawar.

Publicidade
Publicidade

Um grupo de vários taliban matou cerca de 133 crianças. Este ataque tinha acontecido numa Escola Pública que pertencia ao Exército.

O exército já divulgou que foram quatro os atacantes que entraram na universidade, todos eles armados com a famosa AK-47 e também com várias granadas. De acordo com os dados recolhidos, os atacantes conseguiram entrar pelas traseiras da universidade sem que tenham sido vistos por ninguém, nem mesmo pelos 50 guardas que faziam a proteção do estabelecimento. Naquele momento estava um forte nevoeiro, que impedia a visibilidade (a visibilidade estava reduzida a menos de 10 metros) e facilitou o trabalho dos atacantes. As autoridades locais confirmaram que, de certa forma, este forte nevoeiro também impediu que se verificasse um número maior de vítimas no local, porque os 50 guardas conheciam melhor as instalações do que os atacantes.

Publicidade

Foi também um professor de Química da Universidade, Syed Hamid Hussain, que ajudou vários estudantes que se encontravam na universidade para evitar mais ferimentos e mortes. Um dos estudantes da Universidade, Zahoor Ahmed, declarou que todos os estudantes estavam tentando sair mas este professor avisou que era melhor se protegerem no interior da Universidade. No entanto, este professor acabou morrendo enquanto defendia a vida de dezenas de alunos, e por este motivo muitas têm sido as homenagens feitas a Syed Hussain. #Comportamento