Uma das grandes preocupações da Organização Mundial de Saúde (OMS) está relacionada com um pequeno mosquito, que apesar do seu tamanho é muito nocivo à saúde. O alerta é geral; as Américas podem sofrer um surto de diversas doenças associadas ao Zika Virus, Dengue e Chikungunya. Até o momento, houve proliferação em 18 países já confirmados pela OMS, que seguem monitorando como forma de coibir o avanço do mosquito.

Típicos de regiões urbanas e de clima tropical e subtropical, os mosquitos Aedes Aegypti se dão bem em regiões com alto índice de temperaturas, como a presença de calor intenso ou fortes chuvas. Há muita inquietação com relação a esse assunto; afinal, uma epidemia é algo que compromete toda a nação.

Publicidade
Publicidade

Diante do elevado grau de contágio, as mulheres que planejam viajar para as regiões de risc precisam receber orientações médicas, pois a situação pode agravar-se, provocando a Microcefalia em bebês (#Doença em que a cabeça e o cérebro das crianças são menores que o normal). Cautela e prudência são aconselhadas pela OMS que alerta para o uso de métodos tradicionais, como repelentes e camisa de mangas longas.

Américas

Autoridades de saúde estadunidenses confirmam a incidência de três pessoas em Nova York com o vírus Zika. Segundo elas, teriam mantido contato com pessoas de países infectados.

A Inglaterra também atravessa o mesmo processo. O departamento de saúde pública, após diagnóstico, confirmou a existência de três pessoas com o mesmo vírus, que por sua vez, foram contraídos através de viagens realizadas à Colômbia, Guiana e Suriname.

Publicidade

O Mosquito

O encarregado de transmitir o vírus é o mosquito fêmea, sobretudo porque alimenta-se de sangue animal, especialmente do ser humano. O amanhecer e entardecer são os períodos de maior incidência de picadas, que ocorrem principalmente, nos pés, tornozelos e pernas. Já o mosquito macho alimenta-se puramente de frutas e outros vegetais adocicados, portanto não transmite as doenças.

Os Sintomas

O menor sinal de febre e erupção cutânea ou urticária, acompanhadas de conjuntivite e incômodos musculares ou articulares, podem ser sintomas importantes para o diagnóstico de #Zika Vírus. Lembrando que, ao perceber o sintoma, significa que a picada ocorreu dois a sete dias antes da manifestação.

Cuidados necessários

Os cuidados devem ser redobrados. Nada de acúmulo de água em ambientes, inclusive os locais domésticos; qualquer indício de líquido em recipiente pode ser motivo para a propagação do Aedes aegypti. Portanto, há necessidade de uma varredura rigorosa na redondeza, pois os ovos da fêmea, adquirem resistência de modo bastante rápido, com aproximadamente 15 horas após a postura.

Publicidade

Além disso, sobrevivem até 450 dias em longos períodos de dessecação, conforme análise do Instituto Oswaldo Cruz.

Medidas do Governo

O Governo somente em meados de 2015 é que apresentou uma medida contraceptiva ao Aedes Aegypti, medida essa que não possibilita proteção para todo o brasileiro. Ou seja, a vacina só será testada em pessoas que podem arcar financeiramente. De fato, onerou o Brasil, mas onde está o cumprimento dos direitos sociais? Uma vez que que a Constituição da República resguarda garantindo o estado de bem estar físico, mental e psicológico a todos os cidadãos? Ainda há tempo! Apesar dos descasos com a população brasileira.