O ator Orlando Brown, ficou conhecido no Brasil graças à série 'As Visões de Raven', produzida pela Disney entre os anos de 2003 e 2007. De acordo com informações da polícia americana, ele foi preso em janeiro, mas só nesta quinta-feira, 18, o caso ganhou destaque na imprensa dos Estados Unidos. O intérprete de Eddie Thomas, do programa exaustivamente transmitido pelo SBT, foi para trás das grades acusado de bater na namorada e por portar metanfetamina. Como a quantidade da droga era muito grande, ele também será julgado por tráfico. 

O flagrante aconteceu no estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Uma pessoa que estava em um banco viu Orlando Brown batendo na namorada e decidiu chamar a polícia.

Publicidade
Publicidade

Chegando ao local e revistando o ator, a polícia também encontrou as drogas e o prendeu no mesmo momento. O intérprete ainda pode ser visto no Brasil através do canal a cabo 'Disney Channel'. 

De acordo com a polícia americana, Orlando Brown chegou a se recusar a sair do carro. Um policial disse que apesar da dificuldade, depois que os profissionais da segurança ameaçaram de atirar, ele preferiu se entregar e foi levado até a delegacia. Na delegacia, as drogas foram encontrados. O ator teria confessado que pretendia vender a metanfetamina para outras pessoas, que não tiveram o nome divulgado. 

Orlando já é figura carimbada do noticiário policial americano, ficando mais famoso pelos crimes que comete, do que pelos programas de televisão de que participou. Entre 2011 e 2013, por exemplo, ele levou diversas multas de trânsito por dirigir completamente bêbado.

Publicidade

Já no ano de 2008, um ano após o fim das gravações de 'As Visões de Raven', o profissional da dramaturgia foi dado como desaparecido. Familiares e amigos chegaram a fazer uma campanha sobre o seu paradeiro. Quando reapareceu, ele apenas disse que estava com a mente confusa. 

Apesar dos problemas com a  polícia, ele chegou a atua no filme 'Straight Outta Compton: A Origem de N.W.A.', produzido no ano passado. Ele não emplacou mais nenhum grande sucesso.  #Justiça #Crime