A polícia espanhola encontrou uma bebê de dez meses em estado muito grave, em casa, em Sevilha. Do lado da criança, encontraram a faca ensanguentada. A mãe, uma mulher de 35 anos, já se encontra detida e teria já admitido a autoria do #Crime. A pequena bebê foi internada no hospital "Virgen del Rocío", na Espanha, e se encontra com prognóstico reservado, pela gravidade dos ferimentos. 

Essa #Família estava vivendo na Espanha, mas os pais são norte-americanos. O pai estava trabalhando na base militar de Morón de la Frontera, em Sevilha, e a bebê e a mãe também viviam na mesma localidade. Foram os vizinhos que estranharam o acontecimento, na manhã desta quarta-feira, dia 10.

Publicidade
Publicidade

Eles chamaram a polícia, após verem uma mulher pelada na rua, gritando palavras de ódio e tentando atacar os vizinhos que passavam por ela. Entre alguns insultos, os vizinhos perceberam que ela falava a palavra "matar" (falando em inglês: "kill"). 

Quando a polícia chegou, encaminhou a mulher para sua residência, tentando que ela vestisse alguma coisa. Inicialmente, os policiais teriam pensado que a mulher teria sido alvo de uma tentativa de agressão. Mas, ao entrarem no prédio, e enquanto esperavam que a mulher colocasse alguma roupa, escutaram uma bebê gritando. Subiram de imediato e encontraram a pequena bebê esfaqueada. 

A polícia não tem a certeza, ainda, se a bebê foi esfaqueada antes de a mãe descer pelada para a rua, ou somente quando ela subiu, para se vestir e enquanto os policiais aguardavam, no andar de baixo.

Publicidade

No entanto, a investigação poderá ajudar a explicar como tudo aconteceu e confirmar se foi mesmo a mãe a cometer esse crime bárbaro. 

Neste momento, a mãe está internada no mesmo hospital em que está a bebê. Enquanto a filha está lutando pela vida, com um prognóstico reservado, a mãe está sendo observada na ala de psiquiatria, onde está recebendo tratamentos. Mas está detida pela polícia e é a principal suspeita pelo esfaqueamento da menina. Apesar de ela ter confirmado ter esfaqueado a criança, pelo estado de aparente loucura da mulher, a polícia vai ainda investigar tudo o que aconteceu nessa manhã.  #Casos de polícia