Uma bebê de cinco meses morreu na quarta-feira, dia 19, no hospital, em uma morte que está envolta em circunstâncias misteriosas. A bebê teria sido levada para o hospital, em Edimburgo, na Escócia, pela polícia, que foi chamada de emergência na casa onde a bebê estava morando com a mãe, durante o último domingo. A pequena bebê não teria resistido à "graves lesões" e acabou morrendo. 

A polícia já abriu uma investigação para apurar o que aconteceu e qual a gravidade do incidente que levou a morte de Hailey Rose Davydsson. De imediato, já se sabe que a menina estava vivendo com sua mãe, Catherine Davidson. A casa onde as duas moravam está sendo investigada e desde a tarde de domingo que os policiais estão remexendo tudo, dentro e fora de casa, fazendo buscas no jardim e latas do lixo.

Publicidade
Publicidade

Também a residência do namorado de Catherine, Gordon McKay está sendo investigada. Afastando qualquer suspeita, a mãe e seu namorado teriam estado todo o tempo do lado da cama da menina, no hospital onde foi tratada nesses últimos dias. 

A #Família está naturalmente muito consternada com o acontecimento e estão pedindo para os deixarem em paz e poderem fazer o funeral da bebê. Após as cerimônias fúnebres, deverão ser interrogados pelos investigadores para o inquérito. 

A polícia teria sido alertada, na tarde de domingo, que a criança não estaria sendo bem cuidada e que sua segurança poderia estar em perigo, o que viria a ser confirmado com o mais triste desfecho poucos dias após. 

Para já, a polícia está considerando essa morte "sem explicação", de acordo com o jornal DailyMail. Os resultados da autópsia sairão nos próximos dias e deverão ajudar para uma explicação.

Publicidade

Mas, com as casas da mãe e do seu namorado sendo reviradas, parece que a polícia poderia ter encontrado os primeiros suspeitos para o sucedido. 

Alguns vizinhos teriam contado para o jornal Mirror que Catherine e Gordon teriam uma relação com muitos altos e baixos, denunciando uma relação um tanto disfuncional entre esses dois. O pai da bebê, Kevin Flood, se encontra na cadeia.  #Europa #Casos de polícia