Terroristas do Boko Haram se reúnem em grande número em uma pequena vila e planejam novo ataque a cidade de Maiguduri. O presidente do Congresso progressista no estado de Borno, Alhaji Ali Bukar Dalori, que visitou e  aldeia Dalori de Konduga, recentemente atacada pelo grupo terrorista, revelou que os seus integrantes estão reunidos em massa na pequena vila de Yale.

"Eu gostaria que pudéssemos percorrer a área e ver a extensão da destruição, mas de acordo com o comandante das operações de defesa, o #Boko Haram está se reagrupando em Yale, por isso, devemos sair imediatamente."*

Ele declarou isso hoje de manhã, quando retornava da área atacada, pedindo ao seu povo para permanecer em alerta, pois de acordo com dois de seus principais colaboradores, o chefe das forças de defesa Lafiya Dole e do Major General Abubakar, os insurgentes estão se reunindo em grande número com a intenção de lançar novos ataques em Maiduguri, por isso Dalori foi alertado sobre a necessidade de estar em alerta e foi aconselhado a deixar rapidamente o local.

Publicidade
Publicidade

ÚLTIMO ATAQUE A MAIDUGURI

O ataque mais recente do grupo à cidade de Maiduguri foi no último sábado 31 de janeiro, menos de uma semana atrás. No ataque 85 pessoas foram mortas, dentre elas mulheres e crianças por homens com motocicletas no meio da noite. “Eles atiraram bombas de fogo nas pessoas e que gritavam desesperadas até a morte!” disse um sobrevivente que se escondeu numa árvore e viu o integrantes do Boko Haram matarem aleatoriamente com tiros e bombas incendiárias moradores do seu vilarejo, que fica cerca de 12 km de Mougaduri. De acordo com seu depoimento, as bombas muito provavelmente eram de fabricação artesanal. Uma outra testemunha disse que assim que os moradores terminaram suas preces noturnas, um dos homens do Boko Haram entrou no vilarejo atirando indiscriminadamente e ateando fogo nas casas, "eles explodiram duas bombas, o que causou mais confusão e desespero!"

 O Grupo islâmico extremista Boko Haram já matou mais de 17.000 pessoas e forçou por volta de 2.6 milhões a deixarem suas casas desde o ano de 2009.

Publicidade

*Em tradução livre. #Estado Islâmico #Ataque Terrorista