A Comissão Europeia mostrou bastante agrado nesta terça-feira, dia 9, ao acordo que foi alcançado entre os maiores e principais países do mundo. Este acordo está relacionado com a diminuição da emissão de muitos gases na aviação civil.

Foi a primeira vez que se estabeleceu metas que têm como objetivo reduzir a emissão dos principais gases na aviação civil. Estes gases provocam muita poluição o que é muito nocivo para o planeta Terra. A comissária europeia dos Transportes, Violeta Bulc, anunciou num comunicado relacionado com o acordo alcançado pelos 23 países que pertencem à Organização da Aviação Civil Internacional em Montreal, no Canadá, que esta decisão é "um passo importante" para diminuir as emissões provenientes da aviação.

Publicidade
Publicidade

Este acordo só foi possível de ser alcançado depois de cerca de 6 anos de negociações a nível internacional. 

De acordo com os dados recolhidos pelo jornal Público, esta responsável mostrou bastante expectativa e esperança de que este acordo possa vir no futuro abrindo novas portas que poderão criar um mecanismo a nível global dedicado principalmente à diminuição de muitos gases mas principalmente do dióxido de carbono na aviação civil (ou comercial). Violeta Bulc acrescentou ainda que uma política ambiental ambiciosa é neste momento uma das principais prioridades da nova estratégia ligada à aviação no geral. 

Este acordo ainda terá que ser aprovado durante uma assembleia geral da Organização da Aviação Civil Internacional e também terá de ser aprovado pelo conselho do governo do organismo da Organização das Nações Unidas (ONU).

Publicidade

Já foram feitas muitas estimativas dos possíveis resultados no ambiente deste acordo que visa a redução das emissões dos gases na aviação e concluiu-se que estas metas podem vir permitindo uma diminuição que ronda as 650 milhões de toneladas de emissões de gases que provoquem o efeito de estufa até o ano de 2040 (daqui a 24 anos). Foram feitas também comparações e concluiu-se que isto equivale a remover mais de 140 milhões de carros e veículos poluentes das estradas durante um ano inteiro.  #Europa #Mudança do Clima #ONU