A polícia está investigando a morte de um casal, dentro da própria casa, em Bradford, na Inglaterra. Até agora, as primeiras informações apontam para um assassinato seguido de suicídio. A polícia foi chamada no local, no final da tarde deste domingo, dia 31 de janeiro, para um "incidente doméstico". Quando chegaram na casa, já encontraram o casal sem vida, deitados no chão.

Após levantar as primeiras impressões e escutar alguns testemunhos, acredita-se tratar de um episódio grave de violência doméstica. Margarida Rufino, de 38 anos, teria revelado para a babá da sua bebê, de dois anos, que não podia esperar que a menina ficasse mais crescida e começasse entendendo o que se estava passando.

Publicidade
Publicidade

"Não posso esperar que ela comece a falar e diga 'te amo mamãe'", escreveu o jornal Mirror.

Estariam dados, na última semana, os primeiros sinais de que algo ia mal na casa, e terminaria mesmo em uma grande tragédia. O corpo de Margarida apresentava vários golpes de faca, no pescoço, enquanto que Anthony Roberts, de 37 anos, tinha várias lesões nas pernas. A polícia encontrou duas facas com sangue, que deverão ajudar a desvendar esse mistério.

Apesar de ser domingo, a filha do casal não se encontrava em casa, pois estaria com familiares. A polícia acredita, de acordo com o jornal local Telegraph & Argus, que se teria tratado de um homicídio por parte de Anthony, que posteriormente teria colocado um fim na sua própria vida.

Por enquanto, a polícia não está buscando outras possibilidades exteriores, acreditando que as mortes tenham sido causados pelo próprio casal e não por mais ninguém de fora.

Publicidade

A portuguesa Margarida trabalhava como terapeuta ocupacional, na área da saúde, e tinha um negócio próprio, junto com uma outra pessoa há mais de dez anos. O marido Anthony Roberts era britânico e trabalhava como professor.

A vizinhança faz o retrato de um casal feliz, mas estão ainda muito chocados com as mortes. A bebê, filha do casal, está entregue, até o momento, aos cuidados de familiares, após mais uma #Família que ficou destroçada, alegadamente, por violência doméstica. #Europa #Casos de polícia