Murtaza Ahamedi, esse é o nome de um garotinho de cinco anos de idade que virou notícia no Oriente Médio e na Europa. O menino, de uma família muito pobre, pegou uma sacola plástica listrada de azul e branco e escreveu com uma caneta: ‘Messi’ acompanhado do número ‘10’.

A foto da criança sorridente mostrando sua camisa improvisada rodou o mundo através da internet. A repercussão foi tão grande que Messi tomou conhecimento do fato e quer conhecer o menino, provavelmente para dar uma camiseta de verdade para seu pequeno e criativo fã. A notícia foi dada, inclusive, pela emissora de TV Al Jazeera,

O grande feito de Murtaza foi realizado em parceria com seu irmão de quinze anos de idade, Homayoun, que o ajudou a ‘customizar’ o plástico para que ele parecesse uma camiseta.

Publicidade
Publicidade

A criança contou a TV do Catar que gosta muito de #Lionel Messi e que sonha um dia poder conhecê-lo pessoalmente. O menino também deixou claro que um dia quer ser um grande jogador de futebol, assim como o craque argentino.

A Federação de Futebol do Afeganistão contatou a equipe de Lionel Messi e já estão preparando o encontro entre o jogador e seu pequeno fã. Ainda não foi decidido se levarão Murtaza para conhecer o jogador na Espanha, se Messi irá para o Afeganistão ou se o encontro poderá ser em um outro lugar. Apenas se sabe de uma coisa: Em meio ao cenário difícil em que Murtaza cresce, certamente essa será a maior e melhor surpresa que ele já teve nesses cinco anos de vida.

O irmão de Murtaza, Homayoun, está muito feliz com a repercussão, pois mesmo sem terem dinheiro para comprar uma camiseta do atleta para o menino, o adolescente pôde fazê-lo feliz com uma sacola de supermercado super estilizada.

Publicidade

Mesmo com todas as dificuldades, os irmãos estão felizes da vida e ansiosos para o grande momento diante do jogador.

A história de Murtaza mostra que não são apenas as crianças pobres das periferias do Brasil e do restante da América Latina que se inspiram em jogadores e sonham um dia serem craques do esporte. Em países do Oriente Médio, muitas crianças sonham jogar futebol como Messi, Neymar e tantos outros astros de grandes clubes internacionais. É como se o esporte fosse a sua inspiração para se imaginar, um dia, longe de um cenário de guerra, medo, miséria ou opressão. #Comportamento #Futebol Internacional