O foco da mídia no Carnaval tem diminuído a importância de uma grande catástrofe do outro lado do mundo. Na madrugada do último sábado (6) um grande terremoto em Taiwan (6,4 graus) deixou o país em alerta. Apesar de terremotos serem comuns na região, não costumam causar grandes danos com frequência. Esse é o maior #Terremoto de Taiwan em pelo menos 17 anos, quando em 1999, um tremor de magnitude 7,6 matou mais de 2,3 mil pessoas. O país continua em alerta. No momento, a concentração é no resgate dos ainda possíveis sobreviventes entre os escombros. 

Na cidade de Tainan, a mais atingida pelo tremor, um prédio de 17 andares (de nome Veiguan Jiniong) veio abaixo.

Publicidade
Publicidade

Segundo informações do Centro de Emergências e Desastres local, mais de 170 pessoas haviam sido resgatadas dos escombros do edifício, e cerca de 120 permaneciam desaparecidas. Sem dúvida, o ponto mais grave do tremor. Mais de 50 horas após o desastre, as equipes de socorro tentam adentrar os escombros do edifício. Segundo Simon Chang, o primeiro-ministro taiuanês as operações de resgate já utilizam maquinaria pesada para se chegar ao menos às pessoas que tem mais chances de serem encontradas com vida. Foram resgatadas mais de 300 pessoas dos escombros, e algumas delas com vida. Uma equipe japonesa e outra chinesa estão trabalhando nas buscas.

O edifício foi construído em 1989, e será avaliada a sua estrutura. O momento do tremor coincidiu com o início das comemorações do novo ano lunar chinês, o que elevou o número de pessoas que estavam no edifício.

Publicidade

Em outro prédio, que também desmoronou, um garoto de 11 anos de idade foi resgatado após mandar uma mensagem através de uma rede social, informando o apartamento em que ele e o irmão estavam antes que a estrutura pudesse desabar.

Apesar do edifício que caiu por inteiro, danificando parcialmente os que estavam a seu lado, ser o ponto mais extremo da catástrofe, os estragos foram bem além: 289 escolas foram afetadas; uma aluna morreu, e três estudantes ficaram feridos. O fornecimento de energia para cerca de 173 mil lares havia sido atingido, mas já foi praticamente todo recuperado. O mesmo ocorreu com o tráfego rodoviário até a cidade central de Chiayi. #China