"Não tenho desculpa", falou Adam Johnson no Tribunal de Inglaterra, na tarde dessa segunda-feira. Continua o julgamento do jogador inglês, que já foi até despedido de seu clube, o Sunderland. O meia da seleção inglesa está sendo acusado de manter relações íntimas e atividade sexual com uma menina de apenas quinze anos. Na segunda semana do julgamento, o jogador de 28 anos admitiu o que fez, que sabia a idade da menina mas continua negando duas acusações de atividade sexual, apesar de não negar seu desejo sexual por ela.

Se conheceram pelas redes sociais

Foi em janeiro do ano passado que Adam Johnson, jogador do Sunderland e internacional inglês, se envolveu com uma menina menor de idade.

Publicidade
Publicidade

Tudo teria começado com  trocas de mensagens no Facebook, com essa fã pedindo umas camisetas assinadas. Por esse motivo, eles teriam se encontrado duas vezes. Primeiro para o jogador assinar as camisas do Sunderland e mais tarde para um "beijo de agradecimento", que o jogador reclamou no Snapchat, por ter cumprido seu sonho. 

A garota teria contado sobre um terceiro encontro, em que os dois pensavam em dormir juntos (o que Adam rejeita), mas como o encontro teria sido cancelado pelo jogador, a menina teria contado tudo para os pais, que foram na delegacia da polícia e acusaram o jogador. 

Beijos, carícias e nada mais

Adam Johnson assumiu ter beijado e ter tocado a menina de forma apaixonada em seu carro, em um parque, após a escola, no referido segundo encontro. Também assumiu que ficou flertando com ela pelo Facebook e Snapchat, em conversas bem ousadas, mas garantiu que nunca foram mais longe e nem sequer pensou em fazê-lo.

Publicidade

Perante o juiz, negou as alegações de "sexo oral", mas confirmou que gostou de beijar e tocar a menina. "Estava atraído por ela", contou. 

Na altura das acusações,em janeiro de 2015, a namorada do jogador, Stacey Flounders, tinha acabado de ser mãe da primeira filha do casal. Adam garantiu que sempre amou muito a namorada mas que foi um "mau homem" para ela e para sua filha e que se arrepende de seu comportamento. Além dessa menina da escola, Adam Johnson contou que estava trocando mensagens "ainda mais explícitas" com uma outra mulher, que teria vinte anos. Questionado pelo motivo  estava fazendo isso, Adam falou que se sentia "aborrecido" quando estava viajando com a equipae e ficava sozinho no quarto do hotel. 

Adam Johnson se revela muito arrependido e considera que o futebol o tornou uma pessoa mais arrogante, por ter tudo o que sempre sonhou. "Aceito a estupidez pelo que fiz, não tenho desculpa, eu sabia sua idade", falou o craque para a polícia, quando foi detido, em março do ano passado. 

O julgamento continua nos próximos dias. #Justiça #Crime #Casos de polícia