Durante esta semana tem se publicado pela imprensa brasileira um fato um tanto bizarro. Desde o dia 14 de fevereiro repercutiu na mídia o caso de um filhote de golfinho que teria morrido na praia Argentina de Santa Teresita, depois de ter sido tirado do mar para fazer selfies com turistas. 

A notícia teve origem em sites da Argentina, inicialmente no portal Infozona, que sem nenhuma fonte, relatou o ocorrido num grande e extenso texto. O golfinho é da espécie Francisana, que segundo especialistas, pode viver até 20 anos, embora seja muito vulnerável.

As primeiras imagens dos turistas carregando o golfinho como um troféu foi divulgada por um turista chamado Hernan Coria em seu perfil no Facebook, e a repercussão aumentou após ser divulgada pela ONG Argentina Vida Silvestre.

Publicidade
Publicidade

O site Boatos.org investigou o caso com a ajuda de alguns leitores e percebeu que tudo se trata de um boato. Segundo a publicação, um vídeo que circula na web com o momento em que os turistas andam pela praia e tiram selfies com o golfinho nas mãos dá provas suficientes de que a história que vem sendo contadas por diversas publicações pelo mundo - como o brasileiro UOL e o britânico Daily Mail - é inverídica.

Pelo vídeo, é possível perceber que, ainda dentro d'água, o golfinho já não se mexia, indicando que ele já se encontrava morto. Outra prova é de que no mesmo vídeo, através do áudio, ouve-se uma pessoa que pega o animal e diz que ele está morto. Dá pra observar também que os turistas que chegam próximo ao golfinho acham que ele está vivo, e sem nenhuma experiência ou conhecimento, tentam salvá-lo.

Publicidade

O vídeo é uma verdadeira prova de que o boato que se generalizou pela imprensa, desde grandes portais a sites de publicações internacionais reconhecidas em todo mundo e até as redes de televisão, é uma farsa, utilizando da moda da "selfie" para transformar o fato num sensacionalismo sem fronteiras.

Assista ao vídeo e tire suas próprias conclusões:

Entenda o caso do golfinho que morreu por causa de selfies

Desde o último domingo (14), a imprensa brasileira e estrangeira repercute o caso. Segundo o britânico Daily Mail, uma multidão se formou em volta de um homem que segurava um filhote de golfinho morto. O animal teria perdido a vida por desidratação após ter sido retirado do mar pelo turista. As pessoas que estavam na praia então teriam resolvido se aproveitar da oportunidade para tocar e tirar selfies com o golfinho morto, cujas fotos caíram nas redes sociais e deram espaço para várias histórias serem contadas e acreditadas pela mídia. #Natureza #Animais #Curiosidades