Um grande portal da imprensa mundial ‘vazou’ a informação de que o Papa João Paulo II (Karol Wojtyla) mantinha por muitos anos correspondências ‘íntimas’ com uma mulher casada, Anna Teresa Tymieniecka. Os contatos foram feitos antes de Karol se tornar Papa e continuou logo após que o polonês se tornou um dos mais conhecidos pontífices de todos os tempos. Já em 2014, o Vaticano, através da Congregação para as Causas dos Santos o santificou, mesmo supostamente sabendo das correspondências íntimas de João Paulo II com uma mulher casada.

No entanto, o Vaticano fez declaração acerca do vazamento dessa informação, afirmando que não tinha total responsabilidade no processo de escolha para a canonização, pois, de acordo com a BBC, isso fica sob a responsabilidade dos fiéis católicos, que têm a incumbência de enviar os documentos úteis para o processo.

Publicidade
Publicidade

"Todas as nossas tarefas foram cumpridas", respondeu o órgão religioso. “[...] documentos localizados e importantes arquivos foram estudados.", continuou.

No entanto, por outro lado, a Biblioteca Nacional da Polônia, que havia comprado os documentos de Anna que informam às relações dela e João Paulo II, disse que Teresa não foi apenas a única mulher em que o Papa, que faleceu em 2005, mantinha contatos. Havia outras pessoas do sexo feminino que também trocavam correspondência com ele. Segundo a BBC, isso é verdade, no entanto, as intensidades das conversas escritas entre Karol e Anna tinham um teor muito íntimo, antes dele se tornar Papa e depois de se tornar pontífice.

O portal ainda explica que Anna precisou se transferir para os Estados Unidos logo após a Segunda Guerra Mundial, no entanto, visitava pessoalmente Karol e ele também viajava para visitá-la na América.

Publicidade

No dia 10 de setembro de 1976, Karol Wojtyla havia enviado uma das correspondências para o seu contato feminino, um trecho diz: “[...] 'Eu pertenço a você', e finalmente, antes de partir da Polônia, encontrei uma maneira [...]”, ele se tratava da questão de que poderia visitar a ‘amiga’ nos Estados Unidos, logo após ela ter se mudado e casado com um homem de negócios nos EUA, Hendrik Houthakker, que também nutria grande respeito e consideração pelo Papa.

A BBC ainda conta que Anna e Karol também se encontravam no Vaticano, às vezes a sós, às vezes com a presença de uma secretária de João Paulo II. #Curiosidades #Religião