É um caso que está chocando a #Justiça na Inglaterra. Adam Johnson, que jogou no Sunderland e até na seleção inglesa, está sendo acusado de manter relações mais íntimas com uma menina inglesa de 15 anos. Os dois teriam se conhecido em uma rede social e ficaram trocando várias mensagens. Alegadamente, o meia inglês sabia que a menina era menor de idade e já admitiu, no julgamento, ter mantido atividade sexual com ela. 

Johnson perdeu sua reputação, sua carreira ficou manchada e foi até despedido no início deste ano do Sunderland e está arriscando pena de cadeia. Mas, também a menina tem vivido um pesadelo durante todo esse tempo.

Publicidade
Publicidade

Agora, foi a vez de prestar declarações durante o julgamento e acabou confessando como tem vivido tudo isso e acusa o jogador de não ter protegido ela. 

Do conto de fadas para um pesadelo

A identidade da menina tem sido preservada pela imprensa inglesa, mas ela contou como tem sido encarada pelos colegas na escola e até por todas as pessoas, que a ficaram acusando e insultando. "Durante um ano, as pessoas me chamaram de mentirosa, escória e vadia", revelou a menina no tribunal. 

Tudo porque o jogador só agora admitiu o envolvimento e que sabia mesmo a idade da menina. Nesse caso, as mensagens que os dois trocaram no 'WhatsApp' provam isso mesmo. Durante dois meses, os dois trocaram 843 mensagens que os juízes tiveram acesso. 

No principal dessas mensagens, transcritas pelo jornal Daily Mail, a menina garante para Adam Johnson que tem apenas 15 anos, apesar de ele dizer que ela parece mais velha.

Publicidade

Iludida por estar captando o interesse de seu jogador preferido, a menina deixou se levar e acabaram se encontrando na saída da escola. No primeiro encontro, o jogador teria dado uma camisa sua e não teria acontecido nada de mais íntimo entre eles. 

No 'WhatsApp', o jogador falou para a menina que pensava que iria ganhar um beijo pelo agradecimento da camisola. "Você não pediu", lhe disse a menina. Mais tarde, Adam Johnson perguntou para ela se só iria ter direito a um beijo ou a mais alguma coisa. "Depende do que você quiser mais", falou a garota. "Depende do que você estaria disposta", replicou o jogador. 

Mais tarde, os dois teriam se encontrado uma segunda vez e, no tribunal, a menina contou os beijos e que Adam Johnson teria desapertado sua calça e tocado suas partes íntimas, o que o jogador já teria confessado. 

Após esse encontro, no carro do jogador, voltaram a falar no 'WhatsApp' com Johnson falando que "teve classe", porque queria mesmo "tirar sua calça". 

Acompanhando o jogador no julgamento, está a namorada, Stacey Flounders, que estava grávida durante esse caso extraconjugal do atleta. Em tribunal, já ficou mesmo provado que Adam Johnson chegou a enviar mensagens para a namorada e para a garota de 15 anos no mesmo minuto. O julgamento vai continuar.  #Crime #Casos de polícia