A polícia belga prendeu nesta terça-feira (16) 10 pessoas em Bruxelas. Os detidos são suspeitos de ligações com a facção terrorista #Estado Islâmico (ISIS). A operação que resultou na detenção dos suspeitos é resultado de uma investigação de uma rede terrorista que estaria recrutando radicais islâmicos na Bélgica para combates na Síria.

Os suspeitos são nativos do bairro de Molenbeek, mesmo bairro onde viviam alguns dos terroristas que fizeram o #Ataque Terrorista em Paris, novembro do ano passado.

De acordo com as autoridades de Bruxelas, através da investigação foi possível identificar as pessoas que estariam recrutando combatentes para se juntar ao Estado Islâmico na Síria.

Publicidade
Publicidade

Os suspeitos presos na operação de hoje não estiveram envolvidos no ataque ocorrido em novembro do ano passado em Paris.

Europa – Busca por suspeitos

Logo após os ataques realizados contra a França, desde o início deste ano foram realizadas várias operações na Europa, resultando na prisão de várias pessoas suspeitas de ligações com grupos terroristas.

No dia 16 do mês passado, a Bélgica já havia feito uma operação em que prendeu cerca de 13 pessoas também suspeitas de laços com o #Terrorismo. A operação ocorreu em Bruxelas e no município de Verviers, as autoridades apreenderam explosivos, armas e dinheiro, junto a estes materiais foram encontrados uniformes da polícia.

A presença de jovens belgas como combatentes terroristas tem se tornado comum. O mentor dos ataques em Paris, Abdelhamid Abaaoud, era belga, segundo a procuradoria de Paris, a sua nacionalidade foi identificada pelas impressões digitais do combatente.

Publicidade

Ainda em 16 de janeiro, na Alemanha, policiais alemães prenderam dois suspeitos, um deles tunisiano, que foi à Síria no ano passado, ele foi acusado ser membro do ISIS.

EUROPOL - Alerta ataques terroristas

O diretor da agência de antiterrorismo, Europol, em janeiro deste ano, em entrevista ao Daily Mail, alertou que o ISIS planeja mais ataques terroristas à Europa. Ele alertou ainda que os terroristas desenvolveram técnicas de ataques em grande larga escala, como o ataque ocorrido em Paris que deixou cerca de 129 mortos.