No final de dezembro do ano passado, a polícia foi acionada para atender um caso de briga doméstica e um agente policial foi enviado para o local. O caso ocorreu em Chicago, ao tentar resolver a situação, um rapaz negro de cerca de 19 anos, ameaçou o agente de polícia, com posse de um taco de basebol, o jovem negro que segundo o policial que atendeu a ocorrência, era de tamanho avantajado, avançou para ferir a autoridade. Houve vários disparos e muita confusão, o rapaz negro de 19 anos foi atingido, a bala perfurou seu corpo e acertou sua vizinha, uma senhora de 55 anos e mãe de 5 filhos que infelizmente veio a óbito assim como o jovem.

A família do adolescente negro, morto na ação policial, afirma que não tinha necessidade do agente ter atirado, ninguém no ambiente estava armado, o pai da vítima entrará com processo contra a cidade e outro contra o executor de seu filho.

Publicidade
Publicidade

O policial responsável pela abordagem, Robert Rialmo, também entrará com processo contra Illinois, estado norte americano, local onde morava o jovem negro que morreu a tiros.

Para o advogado do policial, seu cliente se encontra em forte abalo emocional por ter matado a vizinha do rapaz negro acidentalmente. O defensor de Robert Rialmo alega que o jovem negro agiu com muita agressividade e estava ameaçando o agente com um taco de basebol, e como resposta seu constituinte se defendeu com arma letal.

Ainda, segundo o advogado de Rialmo, na noite que aconteceu o incidente, o jovem morto, ligou diversas vezes para a delegacia local. O adolescente sofria com transtornos mentais e tinha problemas, e somente quando seu pai ligou no 911, é que a polícia encaminhou um agente para averiguação.

Para o policial Robert Rialmo, o fato do jovem ter problemas mentais não foi informado pela família, e que se soubesse, poderia ter agido diferente e poderia ter evitado essa fatalidade.

Publicidade

Em nota o advogado também critica a família do rapaz morto, porque mesmo antes do enterro, os familiares já haviam dado entrada no processo para pedido de indenização, ser morto por um agente de polícia não é ganhar na loteria.

A justiça americana, está investigando os policiais da cidade de Chicago, pois ultimamente tem ocorrido uso excessivo da força, e a maioria das vítimas são negras. #Crime #Violência #EUA