Após conversa com a presidente Dilma Rousseff em janeiro, na qual se comprometeu a ajudar no combate ao Zika vírus, o presidente norte-americano Barack Obama parece estar de fato preocupado em erradicar a doença, que tem assustado o Brasil e o mundo após as evidências da sua relação com o aumento nos casos de nascimentos com microcefalia.

Ciente da necessidade de aumentar o investimento para combater a doença, não só nos #EUA, mas principalmente no exterior, Obama pediu ao Congresso a liberação imediata de US$ 1,8 bilhão para um fundo de emergência voltado única e exclusivamente ao combate do Zika. Do valor total, cerca de US$ 200 milhões deverão se voltar ao âmbito científico, com pesquisas relacionadas à criação de métodos de prevenção e diagnóstico como vacinas e testes de identificação.

Publicidade
Publicidade

Para o Congresso, liderado pelos republicanos, não haveria necessidade de um orçamento extra para enfrentar o #Zika Vírus, já que há dinheiro sobrando da verba destinada para o combate ao Ebola e outras doenças infecciosas. No entanto o governo, por meio da secretária de serviços humanos e de saúde, Sylvia Burwell, afirmou que pretende “terminar o trabalho em termos de Ebola” e manter em paralelo o foco no Zika.