A violência relacionada com os #Refugiados está aumentando significativamente na Alemanha, o que está provocando também cada vez mais manifestações violentas contra a chegada de mais refugiados ao país. Como publicou o jornal inglês “Daily Mail”, dois jovens refugiados, de origem na #Europa Oriental ou então do Médio Oriente, foram filmados enquanto agrediam iidosos alemães em uma estação do metrô de Munique. As vítimas teriam sofrido as agressões por terem chamado a atenção os refugiados, que estavam incomodando outros passageiros.

Desde a passagem de ano, o assunto dos refugiados está se tornando cada vez mais complicado na Alemanha e também um pouco por toda a Europa.

Publicidade
Publicidade

Desde as múltiplas violações em Colônia no dia da passagem de ano, que foram realizadas por dezenas de refugiados, muitos europeus estão agora se posicionando contra a chegada dos refugiados aos seus países, sobretudo por se sentir cada vez menos seguros quando saem à rua.

Depois de Colônia e outros focos de violência entre alemães radicais contra refugiados, agora foi a vez de, em Munique, em um transporte público, dois jovens refugiados terem protagonizado uma cena de violência contra dois idosos alemães, que estavam apenas tentando colocar alguma ordem no metrô onde estavam viajando, assim como divulgou o jornal inglês “Daily Mail”, que revelou um vídeo chocante do incidente em questão, filmado por uma das testemunhas no local.

As incidências com refugiados nos últimos dois meses têm feito com que também Angela Merkel, inicialmente muito disponível para receber o maior número de refugiados possível, tenha mudado radicalmente a sua posição, garantindo que a partir de agora vai haver um grande controle na entrada de futuros refugiados na Alemanha.

Publicidade

Com mais este incidente, que agora envolveu dois pensionistas alemães, depois das mulheres terem sido as vítimas na passagem de ano, é altamente provável que exista cada vez mais violência contra os locais onde os refugiados estão vivendo, sendo que também as manifestações violentas, principalmente organizadas por alemães de direita radical, ganham cada vez mais força e adeptos. #Casos de polícia