O Dr. Alan Kenny é um clínico geral que possui um consultório numa área rural da Nova Zelândia. Dr. Alan está com 61 anos e teve nos últimos anos um aumento considerável no número de seus pacientes. Diante deste fato, ele decidiu contratar um médico-assistente para ajudá-lo na grande demanda de pessoas.

O consultório é localizado na humilde cidade de Tokoroa, na Ilha Norte do País, região de Waikato. Dr Alan ofereceu um salário de US$ 22.333 mil ao mês, o que equivale à R$ 88 mil. Porém, se passaram dois anos e ninguém se interessou pela vaga.

Algumas empresas de recrutamento até que tentaram preencher esta vaga com seus candidatos cadastrados, mas nenhuma conseguiu encontrar um candidato que tivesse todos os requisitos necessários para o preenchimento da vaga.

Publicidade
Publicidade

O médico disse ao jornal do país, The New Zealand Herald, que ele está com excesso de trabalho e cancelou suas férias por não encontrar um médico que possa substituí-lo ou pelo menos dar uma assistência. Kenny também comentou que devido a cidade estar um pouco isolada na área rural, poderia ter assustado um pouco as pessoas de tentarem preencher a vaga.

6 mil pacientes registrados

O Consultório do Dr. Kenny possui 6 mil pacientes registrados e no ano passado (2015), teve um aumento exagerado o que forçou a busca de um médico-assistente para que todas as pessoas possam ser atendidas com ótima qualidade. Dr Kenny sabe que o salário que está oferecendo ao candidato é de alto nível, e além deste salário ainda oferece vários benefícios, como por exemplo: férias anuais de três meses, 50% de participação no consultório, folga nos finais de semana e liberação dos plantões à noite.

Publicidade

Amor ao trabalho

Kenny é apaixonado pela sua profissão e relata que pretende continuar firme na busca por alguém que possa estar junto com ele atendendo aos pacientes. O médico ainda desabafou ao dizer que quanto mais pacientes atende, mais dinheiro ganha, porém trabalhar sozinho é desgastante demais. O médico ainda ressaltou que se recrutassem mais jovens das áreas rurais para o curso de medicina, já seria um passo fundamental para o preenchimento de #Vagas como esta. #estágios #Trabalhar no exterior