Aviões da força aérea turca violaram céu da Grécia inúmeras vezes, segundo o governo de Atenas. Ao perceber as violações ao território grego, a força aérea da Grécia encaminhou jatos de guerra para interromper a infração turca.

De acordo com a Agência de Notícias de Atenas, a Turquia violou 22 vezes o espaço aéreo grego. A invasão turca ao céu da Grécia foi feita por seis aviões de guerra e um avião de transporte da marinha, informou hoje a agência ateniense. Não é primeira vez que a Turquia invade territórios gregos.

Algumas vezes isso ocorre porque a Grécia reconhece 10 milhas do espaço aéreos em torno de um arquipélago localizado na costa oeste da Turquia, Ancara considera apenas seis milhas.

Publicidade
Publicidade

A maioria das invasões, por parte da Turquia, acontece em um raio de quatro milhas, por causa desse desentendimento os dois países chegam a se envolver em questões de disputas territoriais.

Em novembro de 2015 seis jatos da Turquia invadiram o céu grego, dois dos jatos estavam transportando armamento.

O número de incidentes da Turquia ao céu grego em 2014 superou mais de dois mil casos. Já em 2015, somente de janeiro a outubro o número de intrusões dos turcos ao céu grego chegou a mais de 1 mil vezes. As violações da Turquia já ocasionaram combates simulados, inclusive com lançamento de mísseis uns contra os outros.

Ainda em novembro do ano passado (24/11), próximo à fronteira da Síria, os turcos atingiram um avião militar russo alegando que os jatos da força aérea russa teriam invadido o espaço turco.

Publicidade

Os turcos denunciaram ainda que a Rússia teria violado várias vezes o seu espaço, disse ainda que derrubaria jatos que, sem autorização, entrassem em território turco.

Em relação ao jato atingido próximo a fronteira da Síria, a Rússia alegou que não invadiu o céu turco, e isso poderia ser comprovado pelos radares da aeronave. Em outras ocasiões a Rússia reconheceu que invadiu o céu turco, mas atribuiu os incidentes às condições meteorológicas.

Turquia barrou avião grego

Depois de invadir o céu do território grego, hoje (16) as autoridades atenienses protestaram contra a proibição do governo de Ancara (capital da Turquia) da não aprovação do plano de voo do primeiro ministro grego, Alexis Tsipras.

A Turquia se negou a deixar que o primeiro ministro sobrevoasse o território turco, em uma visita oficial que iria fazer ao Teerã. A visita teve de ser cancelada em razão da proibição imposta pelo governo da Turquia. #Crise #Crime #Vladimir Putin