Foi anunciado esta sexta-feira, dia 5, pelo presidente do Zimbabwe, Robert Mugabe, que foi declarado estado de catástrofe para este país devido à seca que se tem vivido nestes últimos dias. A maior parte das zonas rurais estão sendo atingidas sendo que os agricultores têm muitas dificuldades de alimentarem os seus #Animais. Já foi divulgado pelo jornal Público que esta seca que o Zimbabwe está passando é a mais grave e perigosa desde os últimos 25 anos.

Saviour Kasukuwere (o ministro das Obras Públicas) também divulgou que o número total de pessoas que está precisando de ajuda principalmente a nível alimentar subiu para 2.4 milhões de pessoas.

Publicidade
Publicidade

Este valor é bastante elevado sendo que representa 26% de toda a população do país. Os agricultores também se têm queixado porque têm tido bastantes dificuldades para alimentarem todos os seus animais porque não têm comida para lhes dar já que o estado de catástrofe que se vive é realmente muito alto.

O principal objetivo de se ter declarado estado de catástrofe para o Zimbabwe foi que a maioria dos doadores a nível internacional consigam juntar o maior número possível de alimentos e fundos para conseguirem ajudar toda a população deste país. De acordo com os dados recolhidos pela Reuters, o Zimbabwe vai também intensificar ao máximo as importações de milho (estima-se que consigam até 700 toneladas) para tentarem evitar o estado de fome que neste momento e verifica.

Os níveis médios de precipitação neste país reduziram significativamente (até 75%,).

Publicidade

Estes baixos níveis de precipitação provocam logo diretamente a destruição da maior parte das colheitas do milho e consequentemente a morte de bastantes animais que não conseguem sobreviver por falta de alimento. O diretor do programa da Oxfam para o Zimbabwe, Jan Vossen, anunciou à BBC que a maior parte dos agricultores que vivem em zonas rurais, para conseguirem alimentar todos os seus animais para que estes consigam sobreviver têm de tirar a palha que têm nos seus telhados e oferecê-la aos animais que tanto precisam. #Crise #Mudança do Clima