O mundo amanhece assustado com as notícias que chegam de Bruxelas, na Bélgica, onde aconteceram diversas explosões no aeroporto internacional e também em uma das estações de metrô, deixando vários mortos e feridos.

Até ao momento a notícia que se tem é que 28 pessoas morreram e quase 40 estão gravemente feridas, de acordo com a Procuradoria Federal da Bélgica. As explosões no aeroporto Zaventem foram nos terminais de embarque, bem próximo aos balcões de check-in da American Airlines, companhia americana.

Um homem bomba foi responsável por estas explosões no aeroporto de Bruxelas e o primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel, já confirmou que todos os terroristas envolvidas nos atentados desta terça-feira (22) já estão mortos.

Publicidade
Publicidade

Porém, o alerta de novos atentados continua valendo e o país está em estado de atenção máxima. Neste momento, vários veículos de comunicação belgas estão informando que as explosões aconteceram às 8h15 locais, sendo 4h15 em Brasília.

As imagens mostram uma coluna de fuma densa passando pelos vidros já quebrados do aeroporto. Também é possível ver muitas pessoas correndo desesperadas do local, sem saberem ao certo o que estava acontecendo.

Todos os voos foram imediatamente suspensos, e os aviões que deveriam pousar no aeroporto de Bruxelas onde o atentado ocorreu estão sendo desviados para outros locais.

A explosão na estação do metrô de Malbeek também deixou várias vítimas. Este é um bairro onde estão algumas das principais instituições da União Europeias. A polícia já está trabalhando com a possibilidade dos ataques terem sido coordenados.

Publicidade

Todas as capitais europeias estão sob alerta máximo, principalmente Paris, Berlim e também Londres.

O metrô está parado e as pessoas estão sendo aconselhadas a não saírem de casa, pois vários outros transportes públicos da cidade também estão sob investigação de possíveis ameaças.

As explosões em Bruxelas aconteceram quatro dias depois da prisão de Salah Abdeslam, que é um dos principais suspeitos da série de ataques terroristas que mataram 130 pessoas em Paris no ano passado. #Terrorismo #Ataque Terrorista