Dos 270 feridos confirmados pelas autoridades, pelo menos 21 eram portugueses e um deles foi André Pinto, que perdeu parte da sua audição por causa das explosões do metrô. Conforme contou em entrevista ao canal “Sic Notícias”, o jovem de 27 anos ficou ferido na perna e no seu pé direitos, bem como com parte da audição perdida, sendo que ainda está recebendo tratamentos no Hospital de Bruxelas, que atualmente está tratando centenas de pessoas feridas por causa dos atentados de ontem, realizados por pelo menos três soldados do #Estado Islâmico.

Em um dos piores ataques terrorista da história da #Europa, pelo menos 32 pessoas morreram e 270 estão feridas e, principalmente, estão muitas perguntas por responder por parte das autoridades europeias, que sabiam do alerta máximo que Bruxelas tinha ativado contra o #Terrorismo, mas que nem com todas as medidas de segurança foi possível impedir três radicais do Estado Islâmico de causaram o pânico e a tragédia no coração da União Europeia.

Publicidade
Publicidade

“Aconteceu tudo tão rápido. Só vi toda a gente a correr para tentar salvar-se, gente queimada e sangue. Sofri ferimentos na perna e no pé direitos e perdi parte da audição”, revelou André Pinto, um emigrante português que estava presente em uma das carruagens do metrô que foi alvo de um ataque terrorista. Para o jovem português, foi a adrenalina que as pessoas sentiram no momento que fez com que muitas conseguissem suportar as dores e correrem pela sua vida, apesar de muitas delas estarem gravemente feridas.

Na verdade, e depois de ontem apenas se ter tido conhecimento de que uma portuguesa estava ferida, as autoridades portuguesas revelaram que afinal esse número subiu para 21, mas que em princípio nenhuma das vítimas portuguesas do atentado está atualmente correndo perigo de morte. Enquanto os serviços de saúde belga tentam minimizar ao máximo as perdas humanas deste atentado macabro mais uma vez realizado pelo Estado Islâmico, as autoridades europeias procuram deter o único terrorista identificado que sobreviveu aos ataques e que está atualmente em fuga.

Publicidade