O Estado Islâmico atacou novamente o coração da Europa, provocando mais de 180 feridos e pelo menos 34 mortos, já confirmados pelas autoridades europeias. Como foi publicado no site “R7”, em um comunicado publicado poucas horas depois dos atentados ao aeroporto e ao metrô de Bruxelas, o #Estado Islâmico reivindicou o ataque e garantiu que esses ataques fazem parte de um plano do grupo terrorista que tenciona atacar vários pontos na #Europa. As autoridades belgas estão atualmente procurando os terroristas, que ainda estarão à solta nas ruas da capital da Bélgica.

O alerta em Bruxelas era máximo, mas as autoridades não conseguiram impedir o pior ataque terrorista da história de Bruxelas, considerado internacionalmente como o coração dos ideias e valores da União Europeia e onde está o Parlamento Europeu.

Publicidade
Publicidade

Na manhã de hoje, dia 22 de março, três explosões, no aeroporto e no metrô da cidade, provocaram o pânico na cidade, sendo que as autoridades pediram à população para não saírem das suas casas ou locais de trabalho.

Segundo informa a imprensa internacional, apesar de não haver grandes dúvidas, o Estado Islâmico usou a plataforma “Telegram” para reivindicar os atentados em Bruxelas, para avisar e prometer que o grupo não pretende ficar por aí. “Vamos realizar outras operações na Europa. Esta operação foi baseada em uma planificação e atuação em grande velocidade”, é possível se ler no comunicado divulgado pelo maior grupo terrorista do mundo, que rapidamente aproveitou as redes sociais para festejar os atentados que mataram 34 europeus.

Passaram apenas três dias desde que em Bruxelas, em uma operação policial muito bem-sucedida, as autoridades belgas conseguiram finalmente apanhar o alegado cérebro dos atentados de Paris, Salah Abdeslam.

Publicidade

Dada essa “coincidência” muitos especialistas já informaram que esses atentados foi uma resposta direta feita pelo Estado Islâmico à detenção do seu homem, precisamente na mesma cidade. Em estado de alerta, e sem a população ter permissão para andar nas ruas, as autoridades temem que possa haver mais explosões, sendo que nesse momento estão se detonando todos os objetos que são considerados potencialmente suspeitos, principalmente no aeroporto de Bruxelas. #Terrorismo