Mais uma vez atos terroristas de grandes proporções, deixam o mundo em choque. Desta vez os ataques ocorreram em Bruxelas capital da Bélgica. Os atentados aconteceram quatro dias após a prisão em Bruxelas de Salah Abdeslam. principal suspeito de ser o mentor dos ataques a Paris no dia 13 de novembro de 2015. Segundo o portal de notícias G1, os ataques que aconteceram hoje na Bélgica, coloca toda a Europa em alerta máximo.

Terror: mortos e feridos em Bruxelas

Na manhã desta terça-feira (22), ataques terroristas atingiram o Aeroporto Internacional Zaventem e na estação de metrô Maelbeek, em Bruxelas, capital da Bélgica.

Segundo as informações no aeroporto foram duas explosões, testemunhas disseram que, um terrorista suicida estava próximo ao check in da American Airlaines  e o outro estaria próximo a esteira de bagagem.

Publicidade
Publicidade

A devastação nas áreas do aeroporto atingidas foi enorme, o que comprova uso de artefatos de grande poder de destruição.

O número exato de vítimas ainda não foi confirmado, até este momento a imprensa internacional fala em 34 mortos e centenas de feridos, mas o número não pára de aumentar.

Imagens do interior do aeroporto de Bruxelas logo depois das explosões, mostram pessoas desesperadas e desorientadas, muita fumaça, poeira, feridos e mortos no chão e o que mais chamava a atenção eram os carrinhos de bebê, em meio a este cenário.

A terceira explosão aconteceu na estação do metrô Maelbeek, que fica no bairro onde várias representações da União Europeia ficam sediadas. As primeiras informações falam de 20 vítimas fatais no metrô.

A Bélgica repudia os ataques terroristas

O primeiro-ministro belga, Charles Michel, repudiou os atentados terroristas, afirmou que "atentados cegos, violentos e covardes", atingiram a capital da Bélgica, ainda disse que "temíamos um atentado terrorista e ele aconteceu", lamentou.

Publicidade

Charles Michel disse que neste primeiro momento é preciso estabilizar a situação, socorrer as vitimas e dar o auxilio necessário as famílias daqueles atingidos nos atentados. Charles afirmou que a segurança em todo país será reforçada.

Vingança

Os atos terroristas podem ser uma resposta a investida belga contra o terror. As explosões aconteceram quatro dias após a prisão de Salah Abdeslam, em Bruxelas, considerado o mentor dos atentados que aconteceram em Paris, no dia 13 de novembro de 2015, deixando 130 mortos e mais de 200 feridos. Já há mais de uma semana a polícia belga, fazia buscas por suspeitos de participarem dos ataques em Paris. A Europa está em alerta máximo contra o #Terrorismo. #Crime #Ataque Terrorista