O grupo #Estado Islâmico não demorou para assumir a autoria dos ataques a Bruxelas, que aconteceram na manhã desta terça-feira, 22 de março, na qual duas explosões no aeroporto de Zaventem e um na estação de metrô de Maalbeek deixaram pelo menos 34 mortos e 136 feridos.

O ataque aparentemente coordenado acontece menos de uma semana após o ataque suicida em Istambul, que matou cinco pessoas, sendo duas delas cidadãos americanos-israelitas. O acontecimento de hoje renovou um novo senso de ameaças que se espalhou além de Bruxelas - as autoridades aumentaram o número de patrulhas policiais em Londres, Paris e Washington.

A CARTA

A carta na qual o grupo radical confirma a responsabilidade pelos ataques foi postada no site da agência de notícias Amaq - agência de notícias autorizada a trabalhar no califado.

Publicidade
Publicidade

Nela, o EI promete mais ataques no continente europeu e afirma que "o que espera vocês é ainda mais duro e amargo com a permissão de Alá". As informações estão escritas em francês, em russo e dialetos balcânicos.

Segundo o texto, os combatentes do Estado Islâmico cometeram uma série de ataques com explosivos e cinturões, tendo como alvo uma estação do metrô e o aeroporto de Bruxelas, capital da Bélgica, um país que participa da coalizão internacional contra o EI. Nela, o grupo terrorista chama os autores do atentado de soldados do califado. Na carta, o EI promete novos ataques na #Europa

O EI alerta que os países da coalizão devem se preparar para dias bem sombrios como uma resposta à agressão contra o grupo radical islâmico. 

"Louvor a Alá, que tornou os nossos golpes certeiros e nos concedeu o sucesso. Rogamos-lhe, glorificado seja Ele - que aceite os nossos irmãos entre os seus mártires", encerra a carta.

Publicidade

POLÍCIA PEDE AJUDA PARA IDENTIFICAR TERCEIRO SUSPEITO

A polícia belga divulgou imagens das câmeras de vigilância em que três homens aparecem empurrando carrinhos de bagagem no aeroporto. Eles pedem ajuda para identificar um homem vestido de branco (veja a foto na galeria acima), que conseguiu escapar. Relatórios locais dizem que a polícia acredita que os outros dois homens podem ter morrido nas explosões. #Ataque Terrorista