Para as autoridades portuguesas o perigo do #Estado Islâmico querer Portugal continua em uma probabilidade “moderada”, porém várias medidas de segurança foram tomadas para prevenir possíveis ataques. Como foi publicado pelo jornal “Correio da Manhã”, a Polícia portuguesa anunciou o reforço da segurança das suas fronteiras, sobretudo para controlar as entradas no país, e também a presença de um maior número de policiais nas estações de trem, de metrô e também nos aeroportos. Na verdade, no aeroporto de Lisboa, no mesmo dia dos atentado em Bruxelas, uma mala perdida lançou o pânico na capital portuguesa.

Em uma altura em que o Estado Islâmico ameaça qualquer país que pertença à coligação internacional, que bombardeia quase diariamente a Síria, esse está em perigo e, tal como já revelou no passado, Portugal pertence a um desses países.

Publicidade
Publicidade

Por isso mesmo, e como medida de prevenção, as autoridades tomaram medidas, que vão de acordo as que também foram tomadas pela maioria dos países da União Europeia.

Segundo informa o jornal “Correio da Manhã”, as autoridades portuguesas continuam a considerar a probabilidade de um ataque terrorista em Portugal como “moderada” e que, por isso mesmo, as mudanças tomadas não vão ser tão dramáticas em comparação com o que está acontecendo na Bélgica e na França, onde a população foi aconselhada a não sair dos locais onde estavam. Além do reforço de fronteiras, obrigatório nessa altura para os países europeus, Portugal quer prevenir um possível ataque nos transportes públicos, tal como acontece em Bruxelas e por isso mesmo reforçou a sua segurança em aeroportos e estações por todo o país.

Com esse comunicado, a comunidade brasileira presente em Portugal pode estar mais descansada, pois, pelo menos por enquanto, nada indica que o Estado Islâmico olhe para Portugal como uma das suas principais prioridades.

Publicidade

Enquanto as autoridades dos países europeus se vai reorganizando depois de mais uma tragédia no coração da Europa, as autoridades belgas, e também francesas, estão procurando exaustivamente o único soldado do Estado Islâmico identificado que participou ativamente nos atentados de ontem que mataram pelo menos 32 pessoas e deixaram 270 pessoas feridas, muitas delas em estado grave. #Terrorismo