Uma agência de notícias divulgou hoje uma notícia em que informa que o #Estado Islâmico treinou entre 400 e 600 combatentes terroristas para fazer ataques com local e horário marcado, além disso, o grupo escolherá locais onde possa fazer maior quantidade de vítimas.

De acordo com a notícia, os terroristas foram treinados em campos de combates da Síria e do Iraque, e países da ex-União Soviética. Esses combatentes terroristas estão em células que são consideradas como semiautônomas.

Os milicianos são de todos as partes da Europa, os líderes são pessoas que tem relações com Bélgica, Norte da África e França, países que têm sido alvo dos terroristas nos últimos anos, disse um membro de uma agência de segurança, sob condição de não ser identificado pela agência de notícias.

Publicidade
Publicidade

O ISIS financia as armas, assim como lições de estratégias em campos de batalha, além de aulas de como utilizar explosivos. O grupo também ensina técnicas de vigilância e contra vigilância, objetivando atingir o máximo de vítimas possíveis nos ataques.

De acordo com um membro da Inteligência iraquiana, os terroristas sobreviventes que atacaram Paris se mudaram para o Reino Unido, Alemanha, Itália, Suécia e Dinamarca.

A reportagem diz que 5 mil cidadãos europeus se juntaram ao ISIS na Síria.

Hoje (23), o grupo Anonymous divulgou um vídeo na internet informando que vai entrar na luta contra o ISIS, prometeu encerrar as contas do grupo terrorista no Twitter e roubar os bitcoins do grupo, “nós vamos revidar” disseram eles, prometendo defender o direito à liberdade e tolerância.

Último ataque e nova ameaça

Logo após o #Ataque terrorista realizado ontem, em Bruxelas, no metrô e no aeroporto, o Estado Islâmico (ISIS) deixou cerca de 30 pessoas mortas, e mais de 100 feridos.

Publicidade

Logo após assumir a autoria do atentado o grupo disse que os ataques irão continuar.

Segundo o comunicado do grupo terrorista, os ataques seriam uma resposta à “agressão” dos países que fazem parte da aliança na luta contra o terrorismo.

Sobre o ataque de ontem, a polícia belga descobriu que os terroristas suicidas que atacaram o aeroporto eram irmãos. A polícia belga também afirmou que um suspeito de cooperar com os crimes está foragido. #Terrorismo