Não está fácil a vida para Matt Blinkhorn. Se no #Futebol, está longe do melhor nível que atingiu no Blackpool, na vida pessoal, as coisas continuam bem complicadas. Aos 31 anos, o jogador viu sua vida revirada, quando Pearl Eaton, de 25 anos, o acusou, em tribunal, de abandoná-la por ela não fazer um aborto. O jogador teria mesmo pedido um teste de paternidade, que acabou por reconhecer razão para a mãe da criança. Apesar disso, Pearl garante que Matt não quer saber do filho e agora foi a vez do jogador levar a 'ex' para tribunal, por agressões físicas. 

Já nesse mês de março, o jornal The Sun garantia que um jogador de futebol inglês tinha a vida familiar em risco, após a amante levá-lo para o tribunal, por ele se negar a reconhecer a paternidade do filho.

Publicidade
Publicidade

Primeiramente, o nome do jogador não foi revelado, mas, nesta sexta-feira, o mesmo jornal revelou que se trata de Matt Blinkhorn, futebolista inglês que atua, agora, no modesto AFC Fylde, após fazer carreira no Blackpool. 

Pearl Eaton contou sua história e como o namorado a deixou, quando ela ficou grávida. O jogador teria pedido para ela fazer um aborto e, como ela se recusou, ele acabou por deixá-la. Mais tarde, a mulher voltou para exigir os direitos para a criança. Apesar de legalmente, o tribunal ter reconhecido a paternidade do bebê e tê-lo obrigado a contribuir com as despesas do menino de seis meses, Pearl lamenta que ele nem quer ver o filho. 

Para agravar todo o azedume dessa relação, Pearl viu o ex-namorado fazendo compras junto da nova namorada, a modelo e atriz Tina Brodrick.

Publicidade

A ex-amante não teria gostado do ambiente familiar e acabou atacando o futebolista, no centro comercial, dando pontapés e empurrões nele. Tina contou, no tribunal, que Pearl teria pegado o menino no colo, antes de agredi-lo, questionando o futebolista porque não queria vê-lo.

No entanto, Pearl tem uma versão diferente e contou que, apesar de ter perdido a cabeça ao ver o casal junto, foi ele quem a empurrou primeiro e ela apenas se teria tentado defender. 

O tribunal deu razão para o jogador de futebol e Pearl Eaton ficou proibida de se aproximar de Matt durante dois anos, e terá ainda que pagar 180 libras de custas de tribunal.  #Justiça #Europa