Uma mulher de 25 anos, conhecida como Anna Ritchie, da cidade Franklin, condado de Warren, Ohio, nos Estados Unidos, foi detida sob acusação de ter causado a morte de seu enteado, Austin Derreck Cooper, de apenas 4 anos.

Na última quarta-feira de manhã (16), a polícia local respondeu a um telefonema de urgência feito por Anna Ritchie, no qual ela alegou que, ao acordar, teria encontrado seu enteado Austin Cooper sem respirar, aparentemente morto.

Paramédicos se encaminharam às pressas para o local, e como o garoto não respondia às tentativas de ressuscitação da equipe de emergência, foi levado para o Atrium Hospital. No entanto, os esforços não surtiram qualquer resposta, e Austin foi declarado morto.

Publicidade
Publicidade

Castigo

Em depoimento à polícia, Anna Ritchie afirmou que havia colocado as pernas de seu enteado na água escaldante de uma banheira, como forma de castigo, na terça-feira (15) à noite, e que depois disso levou o menino para a cama, não tendo mais verificado seu estado físico até a manhã do dia seguinte.

O chefe de polícia de Franklin, Russ Whitman, declarou: “Não há nada que uma criança de 4 anos de idade poderia ter feito para merecer uma punição como essa. Nossos oficiais, nossos detetives e eu, todos nós temos filhos, e alguns de nós têm netos agora. Nossos corações e orações vão para a família da criança. Ninguém deveria ter que passar por algo assim”.

A polícia afirmou que o pai da criança também estava no apartamento no momento do incidente. No entanto, os investigadores ainda estão tentando descobrir se ele estava de alguma forma envolvido.

Publicidade

Anna Ritchie está sendo mantida na prisão do Condado de Warren, e sua fiança foi estipulada em 100 mil dólares. Um legista ainda irá fazer uma declaração final sobre a morte de Austin.

Queimaduras

Queimaduras podem levar uma pessoa à morte quando atingem áreas extensa de tecidos. Quando mais de 30% do corpo é atingido, o organismo desencadeia uma resposta inflamatória, e vasos capilares começam a perder fluído, o que leva a uma diminuição generalizada de plasma e sangue circulando. O quadro, por sua vez, faz o próprio sangue ficar mais concentrado, gerando outros problemas, como insuficiência renal e alteração da frequência cardíaca. #Crime #EUA #Casos de polícia