John Podesta, conselheiro e gerente de campanha de Hillary Clinton à presidência dos Estados Unidos, revelou que, se eleita, a candidata democrata irá liberar arquivos secretos em posse do governo a respeito de OVNIs.

Podesta é um defensor de longa data da divulgação que o governo americano deveria fazer a respeito de arquivos ufológicos. Em entrevista ao canal KLAS-TV Politics NOW, Podesta disse ao apresentador Steve Sebelius, em Las Vegas, que conversou com Hillary Clinton a respeito do assunto, e afirmou que ela pretende abordar a questão seriamente: "Eu falei com Hillary sobre isso, é um pouco por minha causa que as pessoas queiram realmente saber o que o governo sabe, e ainda há arquivos confidenciais que poderiam ser desclassificados”, disse, referindo-se à sua campanha aberta pela revelação de arquivos secretos sobre OVNIS.

Publicidade
Publicidade

Ele continua: “Acho que a convenci de que é preciso um esforço para olhar para este assunto e desclassificar tanto quanto pudermos, pois as pessoas têm perguntas legítimas a serem respondidas. Mais atenção e mais discussão sobre fenômenos aéreos inexplicados podem acontecer sem que as pessoas na vida pública, que são sérias, sejam ridicularizadas”.

Promessa

Em janeiro, Hillary Clinton disse ao jornal Conway Daily Sun, em New Hampshire, que iria "chegar ao fundo do mistério” que envolve a aparição de objetos aéreos inexplicáveis, e que iria, inclusive, enviar uma força-tarefa para a famosa base militar localizada na Área 51, no deserto de Nevada - alvo de inúmeras teorias de conspiração envolvendo OVNIs e atividade extraterrestre. O gerente de campanha de Hillary afirmou que está pressionando a candidata à presidência para que essas promessas sejam cumpridas.

Publicidade

Jonh Podesta diz que já foi classificado como “maluco” por causa de seu interesse por extraterrestres, mas possui uma carreira política de peso, pois, além de trabalhar com Hillary, já foi chefe da Casa Branca no governo de Bill Clinton, e trabalhou durante um ano como assessor do atual presidente Barack Obama.

Ao término de seu trabalho com Obama, Podesta twittou, em 13 de fevereiro de 2015, que o seu maior arrependimento durante este tempo foi não ter assegurado a divulgação dos arquivos ufológicos secretos em posse do governo americano. #Curiosidades #EUA