Uma mulher foi apanhada em flagrante pela polícia russa quando estava tentando vender seu próprio filho. A mulher foi vista sorrindo, enquanto pedia 150 mil rublos russos (pouco mais de dois mil dólares), pelo filho - um menino. Nas imagens, é possível ver a mulher mostrando o bebê, enquanto pede o dinheiro. Após o falso negócio ser concluído, a mulher foi imediatamente detida. 

Tudo aconteceu na rua e a mulher já estaria sendo investigada há algum tempo. Ela ia mostrando o bebê e pedindo dinheiro, para quem quisesse ficar com ele. Os policiais estavam na rua investigando e se disfarçaram de falsos compradores para assim apanharem a mulher em flagrante. 

Apenas 10 dias após o nascimento da criança, a jovem loira de 25 anos se apresenta de forma animada, sorrindo sempre.

Publicidade
Publicidade

Um policial perguntou para ela quanto queria pelo bebê e se era um menino ou uma menina. A mãe do bebê revelou que era um menino, mostrando a criança vestida de azul. Após pagarem o valor pedido, os policiais acabaram por deter a mulher. 

A polícia estaria investigando essa mulher e já estariam sabendo que ela trabalhava como prostituta, antes de ficar grávida desse bebê. A mulher tem ainda uma outra filha mais crescida, que teria deixado em casa, com os avós, em uma cidade vizinha. Deixou a menina para ir em outra cidade, procurando por compradores para o bebê, dizendo que precisava de dinheiro. Após ser apanhada em flagrante pelos policiais, que filmaram toda a transação, a mulher começou a chorar. Um policial pediu para ela olhar para a câmera e para explicar porque estava tentando vender um bebê. "Minha vida está muito difícil, não tive escolha.

Publicidade

Tive que vender meu filho, mas eu quero ele de volta", revelou, chorosa, mostrando seu arrependimento imediato. 

A mulher está detida e apesar de ter mostrado arrependimento, ela deverá mesmo perder a guarda do filho e ser condenada por essa tentativa ilegal de vender uma criança. É que minutos antes, ela estava sorrindo, enquanto procurava por compradores para o bebê. 

Assista ao momento em que a mulher foi flagrada: 

#Justiça #Europa #Casos de polícia