O ataque ocorrido neste domingo (27) em Lahore, no Paquistão, foi condenado por vários países que se pronunciaram oficialmente contra o atentado.

Em nota enviada pelo Ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro condenou a ação do grupo terrorista talibã Jamaat ul Ahrar e considerou a atitude covarde, principalmente pelos motivos e condições do fato ocorrido.

Os Estados Unidos também expressaram a revolta com o ataque, que consideraram hediondo e covarde, e prometeram continuar atuando com firmeza em conjunto com o governo paquistanês e outros países da região. “Seremos inflexíveis em nossos esforços para erradicar o flagelo do #Terrorismo”, afirmou o comunicado emitido pelo porta-voz da Secretaria de Segurança Nacional da Casa Branca, Ned Price.

Publicidade
Publicidade

Já a Organização das Nações Unidas (ONU), por meio de nota, informou que o secretário-geral Ban Ki-moon exige das autoridades paquistanesas que os responsáveis pelo ato terrorista sejam de imediato levados à justiça a fim de que sejam punidos pelo crime. Além disso, o líder da ONU pediu ao governo do Paquistão que se esforçasse para executar medidas voltadas à segurança de sua população, inclusive a parcela composta pelas minorias religiosas. #Ataque Terrorista