Poderia ser mais um caso de #Violência doméstica, com um desfecho bem trágico. Uma mulher foi violentamente agredida na tarde desta sexta-feira (4), no meio da rua, em Sutton Coldfield, na Inglaterra. No estágio final de uma gravidez, algumas testemunhas escutaram ela dizendo "Não mate meu bebê". Mesmo acudida por cinco homens que se meteram na briga e acabaram também magoados, ela levou várias facadas, e se encontra em estado crítico no hospital. O bebê nasceria pouco depois. 

Para já, tudo se encontra em suspenso, na expectativa ainda de que mãe e bebê possam sobreviver a essa grande tragédia. Os dois estão no hospital, onde o bebê acabou por nascer já na noite desta sexta-feira.

Publicidade
Publicidade

O alegado agressor já foi detido e o caso está sendo investigado. 

"O bebê se encontra bem", contou uma fonte policial, no início da noite, citado pelo jornal DailyMail. Seu parto foi precipitado pelo estado crítico da mãe, para que assim pudesse tomar outras medicações mais fortes e tratamentos que possibilitem sua recuperação. A mulher, de 40 anos, teria tomado várias facadas, durante esse ataque bárbaro. 

Ataque violento no meio da rua

As pessoas começaram escutando gritos na rua e se aproximaram, quando teriam visto um homem agredindo uma mulher grávida. Teriam sido cinco os homens a se intrometerem na briga do suposto casal, tentando travar o ataque brutal desse homem, que estava esfaqueando a mulher. Dois desses homens ficaram feridos nas mãos, sendo golpeados com a referida faca. 

Os agredidos foram assistidos, no local, por paramédicos e se encontram bem, sem necessidade de se deslocarem no hospital.

Publicidade

"Registrar a coragem desses homens, que acabaram machucados, felizmente com pouca gravidade, que ajudaram que a situação fosse ainda pior para a mulher grávida", relevou Julian Harper, da Polícia de West Midlands. O mesmo policial garantiu ainda para o jornal DailyMail que um homem foi detido e está sendo tratado como o principal suspeito desse ataque. 

O policial referiu também que a vítima se encontra em "estado crítico mas estável" e que esse incidente estaria sendo relacionado como um incidente doméstico.  #Família #Casos de polícia