O jornalista e apresentador do ‘É de Casa’, da Rede Globo, viajou para a Bélgica para curtir um passeio, na manhã desta terça-feira (22), onde soube das duas bombas que explodiram na cidade e mataram dezenas de pessoas, deixando muitas outras feridas. Zeca, no entanto, diz que se livrou do atentado por pouco, pois, momentos antes de ele ter chegado, as bombas já tinham estourado na cidade. De acordo com o jornalista, houve pânico no trem em que ele estava, logo após o anúncio de que havia acontecido o atentado.

“É uma coincidência ao mesmo tempo triste e surpreendente" – disse Zeca em um vídeo divulgado em sua rede social – "no dia em que cheguei aqui [...], duas bombas, dois atentados.

Publicidade
Publicidade

[...]”, complementou o repórter bastante assustado e ainda atônito com os acontecimentos urgentes na capital daquele país. “[...] dois atentados foram registrados com várias vítimas.”, continuou informando. Ele ainda contou que, logo depois do acontecimento, as ruas ao redor de um dos hospitais próximos de onde estava, ficaram vazias.

“Imagina, eu vim aqui totalmente a passeio, para conhecer a cidade [...]”, continuou contando Zeca, no vídeo. Ele disse que, por ser uma das mais belas cidades da #Europa, Bruxelas era um dos destinos que ele desejava conhecer, não somente a trabalho, mas por uma vontade pessoal. Na filmagem, o jornalista conta que tudo isso que aconteceu foi pura coincidência, descartando a possibilidade de que alguém pudesse pensar que ele foi mandado para lá para cobrir os acontecimentos.

Publicidade

“[...] E já no trem, o próprio alto-falante dizia que tinha tido o atentado. [...]”, seguiu dizendo. Ele informou que, além das ruas, que estão vazias, também o aeroporto passou a ficar fechado. Zeca fez uma filmagem em frente a um hospital, essa manhã, chamado Saint Pierre, onde as vítimas do atentado foram atendidas.

No final do vídeo, Zeca convida os seus seguidores para continuar acompanhando a sua página no Facebook, pois, a partir daquele momento, ele iria passar a noticiar os acontecimentos, após esse atentado. ‘A cidade está em alerta máximo’.