Segundo publicação do site USA TODAY, nesta quinta, 9, cartazes com ofensas raciais a muçulmanos e outros estrangeiros estão sendo utilizados por partidos políticos como campanha para conter a onda crescente de imigrantes que entram na Europa.

Recentemente, o cartaz de uma ovelha branca chutando uma ovelha negra para fora da bandeira Suíça foi usado pelo maior partido do país para promover a vitória em um referendo, que sugeria expulsar os imigrantes condenados por crimes. A mensagem "Tornar o país seguro, dizer sim à deportação de criminosos estrangeiros", do partido anti-imigração, não convenceu e o mesmo perdeu o referendo, derrotado por 59% dos eleitores.

Publicidade
Publicidade

Segundo Georg Lutz, diretor dos Estudos Eleitorais Suíços, a ovelha negra parece ser uma metáfora racial, mas, “Simboliza um estrangeiro, um estranho."

Imagens negativas já foram usadas anteriormente contra imigrantes

Outra imagem, que mostrava três ovelhas brancas arrancando uma negra solitária para fora de seu rebanho, foi usada nas eleições parlamentares de 2007.

Em 2011, após um imigrante do Kosovo cortar a garganta de um membro do partido depois de uma briga, foi promovido um cartaz que mostrava sombras negras que marcham através de uma bandeira suíça com o subtítulo, "Kosovares cortam suíços. Pare a imigração em massa”.

Em 2014, um partido de extrema-direita alemã lançou um cartaz que mostrava três povos do Oriente Médio que se sentavam em um tapete voador com uma legenda: "Tenha um bom voo para casa."

No mesmo ano, na Áustria, foi divulgado um cartaz mostrando uma mulher loira com a frase: "Bonita demais para um véu."

A Liga Norte da Itália, em 2008, também distribuiu cartazes que mostravam um índio americano com o slogan: "Eles sofreram imigração, agora vivem em uma reserva."

Imagens que incitam ódio

O Conselho de Direitos Humanos com sede em Genebra disse que as imagens "incitam o ódio” e orientou que cartazes ofensivos sejam retirados dos espaços públicos.

Publicidade

O Partido do Povo Suíço recusou, alegando a liberdade de expressão. "Em uma democracia, é importante que as opiniões possam ser apresentadas, mesmo que ofendam um monte de gente", o tribunal acrescentou.

Em todas as campanhas do partido, os imigrantes são retratados como pessoas desonestas e perigosos que abusam do sistema de bem-estar do país e cometem crimes. "O objetivo desses cartazes é criar polêmica, provocar e atrair a atenção. Nesse sentido, eles têm sido muito bem-sucedidos ", disse Lutz. #Crise #Comportamento #Crise migratória