Uma menina morreu após ser 'soprada' de um castelo insuflável. O vento forte arrancou as amarras do castelo e soprou a menina para uma queda mortal, a criança 'voou' mais de 150 metros. O castelo acabou mesmo por ruir, caindo no chão, deixando as pessoas horrorizadas com esse acidente trágico. Tudo aconteceu quando a menina, que teria por volta dos sete anos, estava brincando em um parque, em Harlow, no Reino Unido. E, se não fez mais vítimas, foi por mero acaso, pois não havia mais crianças por perto.  A polícia já deteve dois homens suspeitos por negligência e está investigando cautelosamente esse caso. 

Testemunhas e seguranças do parque correram para ajudar a menina e fizeram de tudo, para evitar o pior dos cenários.

Publicidade
Publicidade

A ajuda médica chegou bem rápido, mas não houve tempo, pois os ferimentos foram muito graves. A criança acabou morrendo pouco depois do acidente, já no hospital. 

Nesse mesmo parque infantil, um outro acidente já tinha ameaçado a vida de mais crianças. De acordo com o jornal inglês Mirror, no ano passado três crianças ficaram feridas, enquanto brincavam no mesmo parque de diversões, em Harlow. Também, por esse motivo, a polícia agiu rápido e já deteve dois suspeitos, que poderiam ser considerados culpados pela morte dessa criança. 

Terri Rickards estava no parque quando tudo aconteceu, com seus dois filhos, com menos de cinco anos. A mulher comentou o caso no Facebook, dizendo que tinha muito vento e que não autorizou os seus filhos a brincarem nesse castelo, porque não lhe parecia seguro.

Publicidade

Terri se mostrou muito chocada com esse acidente, asaiam como muitas outras pessoas, que estão reagindo à notícia da morte da menina. 

Nas redes sociais, as pessoas lamentam a perda dessa criança e estão recordando precisamente o acidente do ano passado, ainda bem fresco na memória dos que frequentavam esse parque com seus filhos. "Uma menina de sete anos de idade morreu depois de castelo insuflável em Harlow tombar. Acidente semelhante aconteceu no ano passado! Notícia terrível", escreveu Amanda Wilcox no Twitter.  #Justiça #Europa #Casos de polícia