Em um dos eventos mais mortais dos últimos anos, uma avalanche nos Alpes italianos deixou, neste sábado (12), ao menos seis pessoas mortas. Segundo o corpo de bombeiros local, quatro das vítimas eram italianos, outros dois ainda não tiveram a nacionalidade identificada. O porta voz do corpo de bombeiros classificou este acidente como um dos maiores já registrados nessa região.

Uma mulher austríaca ficou ferida e, após receber atendimento, foi encaminhada a um #Hospital. Além dela, outras pessoas ficaram feridas ao serem atingidas pela avalanche, porém, conseguiram escapar sem ferimentos. Mais de 70 policiais, helicópteros e cães especialmente treinados participaram das operações de busca pela neve, já que o corpo de bombeiros recebeu a informação de que havia diversos grupos de esquiadores na área.

Publicidade
Publicidade

A avalanche ocorreu na parte da manhã no monte Nevoso, que se localiza próximo a fronteira da Itália com a Áustria, em South Tyrol, a mais de 3000 metros de altitude. No decorrer das últimas duas semanas, a região já vinha sendo afetada por fortes nevascas. Os alpinistas subiam a montanha quando foram atingidos pela avalanche de 150 metros. 

De acordo com jornais italianos, no momento do incidente, a área do monte Nevoso apresentava risco três de avalanche, o que seria um grande risco já que a escala vai até cinco.

Alpes franceses

No dia 13 de janeiro 2016, um grupo de adolescentes e um professor foram arrastados por uma avalanche na cidade de Grenoble, na Áustria. O acidente ocorreu em uma pista de esqui que se encontrava fechada, na estação chamada Les Deux Alpes. De acordo com a polícia, o acidente deixou três pessoas mortas, seriam dois dos estudantes e um esquiador que não pertencia ao grupo.

Publicidade

Outros esquiadores ficaram gravemente feridos. Dois estudantes ao serem resgatados apresentaram parada cardíaca e o professor ao ser localizado apresentava politraumatismo e estava inconsciente. 

Alpes Austríacos

Em fevereiro deste ano, cinco thecos morreram em uma avalanche, onde dezessete pessoas foram atingidas. As vítimas faziam parte de dois grupos de esquiadores que faziam excursão na região de Wattener Lizum no Tirol austríaco. #Mudança do Clima #Chuvas Torrenciais