Que bêbados podem ser capazes de gerar histórias incríveis ninguém duvida, mas poucos conseguiram parar um aeroporto até hoje. Na Holanda, um polonês bêbado e sem-teto causou muita confusão ao ser acusado de ser um suposto terrorista e estar com dispositivos explosivos próximos ao aeroporto de Amsterdã-Schiphol.

O homem, de 25 anos, estava em pose de duas bolas e as colocou do lado externo do aeroporto. Ao ser questionado pelas forças de segurança se o artefato se tratava de bombas, primeiro ele respondeu dizendo que eram realmente explosivos, desmentindo depois.

Uma grande equipe de segurança especializada foi prontamente colocada aos arredores do aeroporto, que foi parado e evacuado até que a situação fosse resolvida.

Publicidade
Publicidade

A situação apenas de normalizou após a constatação de que os objetos realmente não eram perigosos.

O polonês, que foi liberado pela promotoria holandesa, deverá comparecer em breve ao tribunal de Haarlem, sul da capital do país.

Terrorismo presente

Depois dos recentes atentados à Bélgica, o governo holandês aumentou as medidas de segurança no país. O aeroporto de Schiphol, quarto maior da Europa, possui muitas conexões internacionais diariamente e seria um ponto estratégico para atentados terroristas, já que por ali passam mais de 50 milhões de pessoas todos os anos.

Um dos maiores temores da Holanda com relação ao terrorismo é a sua proximidade com a França e Bélgica, assim como sua participação no combate contra as forças terroristas do Estado Islâmico.

De acordo com o serviço de inteligência, é estimado que mais de 200 holandeses tenham se unido ao Estado Islâmico.

Publicidade

No início de abril, a polícia de Roterdã encontrou mais de 45 quilos de munições em uma casa da cidade, onde vivia um francês de 32 anos, suspeito de preparar um atentado.

Outro sinal de perigo para a Holanda é que um dos homens-bomba presente nos atentados de Bruxelas, Ibrahim El-Bakraoui, foi expulso em 2015 da Turquia e foi parar na Holanda, de onde atravessou a fronteira com a Bélgica para realizar as ataques. #Estado Islâmico #Ataque Terrorista