Cachorros são o máximo! Não importa a raça ou ausência dela, eles são sempre incríveis e capazes de fazer qualquer doente, depressivo ou raivoso se sentir amado e pronto para expressar o seu melhor. Pena que esse raciocínio não existe em todos os lugares do mundo.

No continente asiático, é comum que #Cães; como o que você pode ter em casa ou que estão perambulando pelas ruas em busca de comida; sejam consumidos. Isso mesmo: eles viram refeições para seres humanos.

Na China existe um festival que incentiva o consumo de carne de cachorro, mas quando este festival não acontece, a venda da carne desses #Animais é realizada livremente em fazendas, açougues e feiras, principalmente em algumas cidades do interior.

Publicidade
Publicidade

Durante esse festival, muitos cachorros de diferentes tamanhos, idades e raças são mortos. Um pequeno e adorável cãozinho em especial, foi fotografado demonstrando toda a sua doce e incrível essência ao pular na perna de um homem para que pudesse ser acariciado. Talvez aquele foi o primeiro afago de sua curta vida de filhote ou pelo menos, foi o último.

O pequeno inocente estava prestes a ser abatido para consumo no festival chinês. Sua foto e sua história logo ganhou repercussão internacional nas redes sociais, bem como em sites de notícias de diferentes países.

Protetores de animais ficaram indignados e muitas pessoas não seguraram as lágrimas. Esse festival ocorre durante o solstício de verão na zona rural de Guangxi Zhuang. Segundo foi divulgado pelo Daily Mail, cerca de dez mil cães são mortos todos os anos nessa região, sendo a maior parte deles furtados de residências não só da cidade, mas de municípios vizinhos.

Publicidade

Embora em vários países da Ásia o consumo de carne de cachorro seja comum, há alguns anos as pessoas começaram a adquirir o hábito de ter o animal em casa como parte da família e não como parte do jantar. Embora muita gente ainda consuma a carne de cães, muitas os tem em casa e é por isso que os matadores de cachorro aproveitam para invadir quintais e subtraírem animais.

Também ocorre alguns assaltos, onde o alvo não é o dinheiro da pessoa, mas o cachorro que está passeando com ela, embora seja menos frequente que os furtos, essa prática existe no país.

Esse festival cruel é criticado mundialmente e milhares de pessoas, incluindo importantes fundações protetoras dos animais e também celebridades renomadas, como a brasileira Gisele Bündchen e o comediante britânico Ricky Gervais, já pediram o fim do festival, que não tem qualquer valor cultural e que serve apenas para propagar e perpetuar um comércio cruel de assassinatos de animais inocentes.

Mesmo com o constante apelo internacional, nada é feito para acabar com essa prática e os cães continuam sendo assassinados pelo simples fato de existirem.

Publicidade

Ao que a realidade mostra, petições online não podem e não vão mudar a triste realidade desses animais, pois o que eles precisam é de atitude, mas é pouco provável que algum órgão protetor da vida animal venha a bater de frente com a legislação e tradição dessas cidades chinesas. #Comportamento